Exercícios de epicondilite | O melhor para praticar

Pelo escritor healthiergang , estudante de Fisioterapia.

Epicondilite

O epicondilidade √© uma condi√ß√£o de inflama√ß√£o que afeta a parte lateral do cotovelo. O epic√īndilo do cotovelo √© uma √°rea onde os tend√Ķes dos m√ļsculos do antebra√ßo s√£o inseridos.

A epicondilite é, portanto, uma patologia que afeta aqueles indivíduos que esticar esta junta mas também sujeitos que tendem a manter a mesma posição dos membros superiores por muito tempo.



? Cause

A epicondilite √©, como mencionado anteriormente, uma inflama√ß√£o que afeta os tend√Ķes dos m√ļsculos do antebra√ßo que est√£o inseridos no cotovelo.

Esta patologia ser√°, portanto, causada por desequil√≠brios no desenvolvimento dos m√ļsculos do antebra√ßo, mas tamb√©m por tens√Ķes que permanecem nesses m√ļsculos. Por tens√Ķes, entendemos o encurtamento de certos m√ļsculos, em particular aqueles que estendem o punho, devido a uma posi√ß√£o de encurtamento prolongada.

Muitas vezes, essa dor surge após esforços intensos e persiste e se intensifica a ponto de invalidar o uso do braço.

Deve-se notar que o cotovelo n√£o √© uma articula√ß√£o m√≥vel. Por si s√≥, os √ļnicos movimentos que pode realizar s√£o os de extens√£o, flex√£o e rota√ß√£o do antebra√ßo. Por n√£o ser uma articula√ß√£o m√≥vel, a causa do problema dificilmente pode ser encontrada no cotovelo.

Em vez disso, devemos considerar o juntas imediatamente adjacentes, o pulso e o ombro, que são muito móveis.

Um posicionamento incorreto de uma dessas duas articula√ß√Ķes for√ßa o cotovelo a assumir posi√ß√Ķes que n√£o s√£o naturais para ele. N√£o tendo o cotovelo capacidade de se modificar e se adaptar a essa posi√ß√£o, o estresse se acumula nessa articula√ß√£o com consequente inflama√ß√£o.



Exercícios de epicondilite | O melhor para praticar

? Tra√ß√Ķes e epicondilite

No campo de levantamento de peso uma das causas mais comuns de epicondilite √© dada por execu√ß√£o incorreta do tra√ß√Ķes. Um problema que ocorre com bastante frequ√™ncia est√° no posicionamento do pulso.

Agarrando a barra você tende a envolver toda a sua mão em torno dele.

Isto leva a flex√£o excessiva no pulso que afeta os m√ļsculos flexores do antebra√ßo e conseq√ľentemente do cotovelo.

Tendemos a ter essa pegada porque falta for√ßa nos m√ļsculos que garantem uma pegada firme ou porque voc√™ tenta realizar mais repeti√ß√Ķes tentando ajudar a si mesmo com todos os m√ļsculos poss√≠veis, em vez de usar os m√ļsculos corretos.

Isso leva a uma sobrecarga dos m√ļsculos flexores do antebra√ßo, sujeitando-os a trabalhos que n√£o s√£o capazes de suportar..

Mais o erro est√° no posicionamento do ombro.

Quando uma pegada supina é usada, isso tende a gerar uma torção no membro superior e, mais uma vez, é a articulação pouco móvel que é mais afetada. Na verdade, na parte superior do movimento de tração os antebraços tendem espontaneamente a girar e posicione-se em uma pegada neutra (palmas voltadas uma para a outra).

Por√©m, como a barra √© algo fixo, a rota√ß√£o se move ao longo da cadeia cin√©tica e a articula√ß√£o do cotovelo √© afetada. Verificar essa tend√™ncia √© simples: basta fazer algumas flex√Ķes nas argolas com um peso que dificulte bastante a execu√ß√£o do movimento.


Começando de um pegada supina notamos que na parte superior do movimento a empunhadura tende a girar e ficar neutra. Isso ocorre porque o corpo tende espontaneamente a assumir a posição em que é mais forte.



Exercícios de epicondilite | O melhor para praticar

Exerc√≠cios de epicondilite 

Pelo que acabamos de dizer, √© evidente que as causas da epicondilite s√£o m√ļltiplas. Varia de encurtamentos musculares, a posicionamento incorreto de outras articula√ß√Ķes adjacente a uma falta de for√ßa nos m√ļsculos flexores e extensores do antebra√ßo.

√Č necess√°rio remediar esta patologia porque tende a degenerar invalidando o uso do bra√ßo e tornando-se cr√īnico.

Você não pode simplesmente esperar que ele passe ou desistir de certos movimentos. Estratégias podem, portanto, ser adotadas.

? Fortale√ßa os m√ļsculos que flexionam e estendem o pulso. Os exerc√≠cios s√£o simples: com uma barra execute esses movimentos. Por exemplo, coloque os antebra√ßos em um banco e, segurando uma barra, execute movimentos de extens√£o e flex√£o do punho. Tamb√©m √© importante fortalecer sua pegada, portanto, insira conjuntos de reten√ß√£o m√°xima na barra ao final da sess√£o.


? Alongue os m√ļsculos do antebra√ßo, tanto para flexores quanto para extensores. Tamb√©m reserve um tempo para alongar os m√ļsculos do ombro e do bra√ßo.

? Mude para loops como suporte para pull-ups. Isso permite que as articula√ß√Ķes se posicionem nas posi√ß√Ķes mais naturais, evitando tens√Ķes. A utiliza√ß√£o dos an√©is torna os movimentos mais dif√≠ceis devido √† menor estabilidade mas √© certamente uma escolha com in√ļmeras vantagens e que com o tempo leva a melhores resultados.

Adicione um comentário do Exercícios de epicondilite | O melhor para praticar
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load