O que saber sobre queijos


Il queijo √© o produto da coagula√ß√£o do leite, obtido pela adi√ß√£o de coalho e, possivelmente, de probi√≥ticos e sal. O coalho √© uma subst√Ęncia √°cida rica em enzimas coagulantes, obtida do est√īmago de animais leiteiros, de algumas plantas ou de bolores.
Os queijos são ricos em proteína (20-30% da média), especialmente de caseína, que se liga aos sais de cálcio e fósforo (fosfocaseinato de cálcio).



O conte√ļdo em lip√≠dios varia, dependendo do leite inicial (desnatado ou integral), 8-20% nos queijos desnatados, 20-42% nos semiporosos, mais de 42% nos gordos. √Č acima de tudo sobre gorduras saturadas, mas tamb√©m mono e poliinsaturados, fosfolip√≠dios (componentes estruturais das membranas celulares) e colesterol (40-100 mg por 100 g de queijo).

No componente gordo do queijo encontram-se os vitamina lipossolubili, especialmente A e D. O conte√ļdo em vitaminas do grupo B s√£o vari√°veis, dependendo do m√©todo de processamento do queijo, mas modestas, pois s√£o sol√ļveis em soro de leite.
Queijos, como leite e laticínios, são a principal fonte de minerais de cálcio e fósforo.

O conte√ļdo de tamb√©m √© alto Cloreto de S√≥dio (sal), frequentemente adicionado durante o processamento. Entre Vestigios existem boas quantidades de Magn√©sio e zinco.


Os queijos são alimentos ricos em nutrientes. Possuem percentual significativo de proteínas de alto valor biológico (ricas em aminoácidos essenciais), essenciais para a construção e manutenção dos órgãos e tecidos do corpo. Eles são uma fonte primária de cálcio, fósforo e vitamina D, elementos essenciais para o desenvolvimento ósseo adequado durante o crescimento. Além disso, a presença regular de queijo na dieta ajuda a prevenir a descalcificação dos ossos típica da velhice.


As gorduras presentes nos queijos ajudam a transmitir as vitaminas lipossol√ļveis presentes (A e D), caso contr√°rio n√£o assimil√°veis ‚Äč‚Äčpelo nosso organismo.
Os queijos, se não forem excessivamente gordurosos, apresentam alto digestibilidade. Comparadas com o leite, de fato, as gorduras e proteínas dos queijos (especialmente os envelhecidos) são parcialmente degradadas em moléculas mais simples, graças à ação dos fermentos lácticos e suas enzimas.


O queijo deve ser limitado nos seguintes casos: para aqueles com altos n√≠veis de colesterol e triglicer√≠deos, devido ao teor de gordura saturada; aos que tomam antidepressivos, j√° que os queijos fermentados cont√™m uma subst√Ęncia, a tiramina, que pode interferir com alguns medicamentos antidepressivos; para quem sofre de enxaqueca: alguns queijos cont√™m subst√Ęncias que comprimem os capilares e podem causar dores de cabe√ßa; para aqueles que s√£o al√©rgicos ao leite e seus derivados e, finalmente, em caso de hipertens√£o e em dietas com baixo teor de s√≥dio, pelo seu apreci√°vel teor de cloreto de s√≥dio.


Adicione um coment√°rio do O que saber sobre queijos
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.