close
    search Buscar

    Lei de Parkinson: Por que perdemos tempo e 5 estratégias para parar de fumar

    Quem sou
    Robert Maurer
    @robertmaurer
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Coment√°rios sobre o item:

    aviso de conte√ļdo

    O que é a Lei de Parkinson?

    Em 1958, Ciryl Northcote Parkinson, em um livro de produtividade que instantaneamente se tornou um best-seller internacional, deu a seguinte definição.

    O trabalho se expande para ocupar todo o tempo disponível

    A formula√ß√£o da lei de Parkinson √© deliberadamente ir√īnica: ela lembra a teoria aristot√©lica segundo a qual todo g√°s ou l√≠quido tenta continuamente preencher todo o espa√ßo vazio que encontra (‚Äúnatura abhorret a vacuo‚ÄĚ).


    E isso significa, em poucas palavras, que quanto mais tempo tivermos para fazer algo, mais tempo levaremos para fazê-lo.


    Ou, em outras palavras, mesmo quando temos muito tempo para completar uma tarefa, tendemos inexoravelmente a nos reduzir a complet√°-la apenas no √ļltimo momento.

    Para ver a lei de Parkinson em a√ß√£o, creio que n√£o haja exemplo mais marcante do que aqueles universit√°rios que, n√£o importa se o exame seja depois de duas semanas ou depois de dois meses, ainda chegam sem f√īlego para terminar. a √ļltima revis√£o apenas na noite anterior.

    Mas, mesmo no trabalho, não há brincadeira, tanto a nível dos indivíduos como da organização.

    Na verdade, eu diria que quando a tarefa n√£o √© realizada por uma pessoa, mas por uma equipe, a lei de Parkinson atinge n√≠veis tragic√īmicos, somando a perda de tempo e inefici√™ncias de tudo.

    Portanto, no artigo de hoje veremos:

    • Primeiro, o que s√£o as tr√™s raz√Ķes por tr√°s da lei de Parkinson (e como entender se voc√™ tamb√©m √© uma v√≠tima)
    • ent√£o, 5 dicas para evit√°-lo, pare de perder tempo e termine seus projetos de estudo e trabalho nem um minuto antes, mas o mais r√°pido poss√≠vel.

    Do que depende a lei de Parkinson.

    Quanto mais tempo temos, mais consumimos.



    Pensar nisso parece um absurdo, mas na realidade acho que é uma experiência muito comum, porque se deve a três atitudes que, em graus diversos, todos nós temos:

    • A tend√™ncia de procrastinar: por que fazer hoje o que pode ser feito amanh√£? E assim, sempre adiamos para outro dia. Por pregui√ßa, por n√£o ter que tomar decis√Ķes, por distra√ß√£o, por superficialidade. (No meu artigo sobre procrastina√ß√£o voc√™ pode descobrir as causas da tend√™ncia para a procrastina√ß√£o, mas acima de tudo como se defender dela).
    • Perfeccionismo: Mesmo a mais simples das tarefas pode perd√™-lo em milhares de detalhes insignificantes, consumindo assim enormes quantidades de tempo. Veja, quando estamos sob press√£o, √© quase natural tentar nos concentrar no essencial. Mas quando h√° tempo, cada detalhe repentinamente se torna mais importante do que realmente √©. Para citar Parkinson "Quanto mais tempo est√° dispon√≠vel, mais importante e exigente parece o trabalho"
    • Inseguran√ßa: uma consequ√™ncia t√≠pica da inseguran√ßa √© adiar o prazo porque ‚Äúda pr√≥xima vez estarei mais pronto‚ÄĚ. Quem adia continuamente os exames sabe disso muito bem. 

    Saber se voc√™ tamb√©m √© v√≠tima da lei de Parkinson √© f√°cil. Pense na √ļltima vez em que voc√™ teve um prazo importante.

    Se você começou que você teve bastante tempo ...

    Se no √ļltimo dia voc√™ se encontrou trabalhando como um louco ...

    Se você pensasse, com um pouco de pesar, "se eu tivesse feito todos os dias apenas metade do baralho que você está fazendo hoje, eu teria terminado há uma semana" ...


    E se você dissesse solenemente para si mesmo: "Nunca mais vou perder meu tempo assim, da próxima vez quero começar bem agora" ...

    Se, finalmente, da próxima vez você cometer exatamente os mesmos erros….


    Olha Você aqui vítima da lei de Parkinson.

    Então, vamos ver juntos como você pode, em vez de terminar seus projetos um minuto antes, concluí-los o mais rápido possível

    5 dicas para superar a lei de Parkinson

    1. Defina exatamente o que você precisa fazer.

    Limpar a casa, aprender bioquímica, preparar slides, escrever um relatório sobre um projeto, estudar a lição….

    Todos esses são conceitos que, deixados indefinidamente, podem levar um minuto, bem como um dia, uma semana ou um mês.

    Para isso, comece a fazer qualquer uma dessas coisas sem definir claramente a tarefa e o resultado esperado, é a melhor maneira de perder tempo.

    Em que nível você precisa conhecer o livro? Quantos slides a apresentação terá e quanto tempo durará? Qual deve ser o tamanho do texto do relatório? Quão detalhado é o relatório?

    Ao responder a esse tipo de pergunta, você evitará tanto a armadilha do perfeccionismo, que o leva a fazer muito, quanto a da superficialidade, que o leva a fazer pouco.

    E voc√™ simplesmente aprender√° a fazer as coisas certas. 

    2. Estabeleça prazos ambiciosos

    Não sei se você percebeu, mas é muito difícil forçar as pessoas a fazerem compromissos na hora certa.


    Quer seja o médico, o encanador, a pizzaria no andar de baixo ou seu filho - se ele tem 4 ou 20 anos é o mesmo - todos geralmente relutam em lhe dar esse tipo de conselho.

    Então você nunca pode dizer a ele que estou atrasado.

    O problema é que também fazemos esse jogo conosco mesmos, justamente para reservar a possibilidade de expandir ou comprimir o tempo de acordo com a necessidade e o humor.


    Se você deseja se opor à lei de Parkinson, no entanto, não apenas precisa atribuir um horário específico para as atividades que precisa realizar.

    Ma este tempo também deve ser um pouco restrito.

    Pense no famoso √ļltimo dia antes de um exame ou entrega de projeto.

    Não acontece com você também que está trabalhando com extraordinária eficiência, dedicando-se apenas ao essencial e evitando tudo o que é distração?

    Muitas vezes, sabemos, o √ļltimo dia dispon√≠vel √© mais produtivo do que nos 7 anteriores combinados.

    O fato é que a urgência, quando você não está preso ao excesso de ansiedade, é um incentivo maravilhoso para ser eficiente.

    Se você se limitar a prazos curtos, poderá injetar um pouco de urgência saudável em seus dias desde o início.

    3. Avalie seu progresso

    Ok, você estabeleceu o que precisa fazer e com que rapidez.

    Neste ponto você tem que monitore seu progresso todos os dias para saber se você está adiantado, atrasado ou em conformidade com o cronograma que você mesmo definiu.

    Para fazer isso, recomendo três técnicas (você pode usar as duas primeiras juntas, mas também alternadamente):

    • Mantenha um registro de suas atividades
    • Compilar listas de tarefas (de longo prazo e di√°rias)
    • Use a t√©cnica Pomodoro

    O diário é ideal para refletir sobre como foram as coisas durante o dia e considerar eventuais ajustes.

    As listas de tarefas s√£o extraordinariamente eficazes no planejamento oportuno de atividades de curto e longo prazo.

    Finalmente, a t√©cnica do tomate √© um sistema funcional que, usando pequenas unidades discretas (25 minutos de atividade e 5 minutos de descanso), reduz as distra√ß√Ķes e permite monitorar o progresso quase em tempo real.

    4. Opera de acordo com o princípio de Pareto

    Um exemplo cl√°ssico de Princ√≠pio de Pareto (descubra o que √© lendo o artigo sobre modelos mentais) o Princ√≠pio 80/20 √© o seu arm√°rio: h√° 20% das roupas que voc√™ quase sempre usa e 80% que voc√™ quase n√£o usa.

    Mas também a distribuição da riqueza no mundo (20% da população detém 80% dos recursos), as perguntas que os professores fazem nas provas (80% delas dizem respeito a 20% dos temas), o faturamento de uma empresa ( 20% dos clientes geram 80% das receitas), o tempo de programação de um software (80% do tempo gasto no PC é usado para escrever 20% do código)….

    Em suma, o princípio de Pareto é uma lei empírica de eficiência que pode ser definida mais ou menos da seguinte forma: para cada atividade há 20% das causas que trazem 80% dos efeitos.

    Obviamente, não se fixe nas porcentagens exatas, mas no conceito: em todas as coisas sempre há um desequilíbrio previsível entre causas e efeitos

    E então, se você primeiro focar no que é realmente importante, você pode alcançar melhores resultados em menos tempo.

    Então, quando você começar algo, identifique os 20% que lhe darão 80% do resultado, e sempre comece a partir daí.

    5. Aumente o seu nível de concentração

    Um email de trabalho, o teu irmão mais novo que te incomoda, o teu telemóvel sempre ligado, uma visita inesperada, uma ideia repentina, uma nova série no Netflix ...

    As raz√Ķes pelas quais nos distra√≠mos s√£o tantas e variadas que ficar focado em algo realmente se tornou cada vez mais dif√≠cil.

    E, claro, quanto mais tempo tivermos, maior ser√° a probabilidade de permitirmos que as distra√ß√Ķes nos atrapalhem.

    Por isso, para quem tem objetivos importantes e não quer perder tempo, sempre recomendo duas estratégias tão radicais quanto eficazes:

    • Aprenda a dizer N√ÉO tanto quanto poss√≠vel (n√£o √© nada f√°cil, explicarei por que e como fazer isso aqui).
    • Aprenda a explorar a grande pot√™ncia das melhores horas do dia (vou te contar o que s√£o aqui).

    Conclus√Ķes sobre a lei de Parkinson

    A lei de Parkinson, ao contrário das leis físicas e matemáticas, não é de forma alguma inevitável.

    Pense como seria bom experimentar, pelo menos nas coisas realmente importantes, o prazer e a tranquilidade de terminar bem antes do prazo, talvez podendo se dar ao luxo de ir ao cinema na véspera do exame, ou mesmo de a praia no fim de semana antes de uma importante entrega de trabalho.

    Você se sentiria muito mais calmo, satisfeito, no controle de sua vida e de seus objetivos.

    Para que isso aconteça, lembre-se das estratégias que falei para vocês hoje:

    • Se voc√™ determinou exatamente a tarefa que precisa fazer ...
    • Se voc√™ se deu um prazo ambicioso ...
    • Se voc√™ medir seu progresso ao longo do tempo ...
    • Se te dedicas antes de tudo ao essencial ...
    • Se voc√™ n√£o se deixa distrair continuamente por tudo e por todos ...

    aqui está você será capaz de escapar da lei de Parkinson, completando seus projetos sem ocupar todo o tempo que existe, mas somente o estritamente necessário.

    Desta forma, a ansiedade e o arrependimento diminuir√£o ("Oh n√£o! Tive que come√ßar a trabalhar primeiro"), voc√™ evitar√° as arriscadas imers√Ķes completas do √ļltimo segundo e, acima de tudo, voc√™ vai liberar tempo para outros projetos ou mesmo para descansar e se divertir. Uma sauda√ß√£o. Anthony.

    Adicione um comentário a partir de Lei de Parkinson: Por que perdemos tempo e 5 estratégias para parar de fumar
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.