close
    search Buscar

    Comunicação assertiva: como evitar ser pisado

    Quem sou
    Joe Dispenza
    @joedispenza
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Comentários sobre o item:

    aviso de conteúdo

    Comunicação assertiva: estratégias simples para comunicar sem pôr os pés na cabeça.

    Podemos ter todos os meios de comunicação do mundo, mas nada, absolutamente nada, substitui o olhar do ser humano.

    Paulo Coelho

    Você já se sentiu relaxado durante uma conversa ou já teve a sensação de falhando em impor seu ponto de vista?


    Talvez você também tenha a impressão de que suas palavras não têm o impacto que você gostaria e sempre tenha uma sensação de passividade geral?


    Não se desespere!

    Acontece porque é muito difícil equilibre sua maneira de se comunicar, mas neste artigo veremos como fazer isso.

    Antes de revelarmos as 3 estratégias mais eficazes para uma comunicação assertiva, no entanto, devemos ter as 3 em mente tipos de comunicação.

    3 maneiras de ser e se comunicar com os outros

    # 1 O tipo agressivo

    A pessoa que se comunica agressivamente tende a se colocar em primeiro lugar apresentar seu interlocutor, manipulando ou levantando sua voz.

    O tipo agressivo tenta se estabelecer como líder ou comandante, muitas vezes menosprezando o sucesso dos outros e valorizando o seu próprio; ele também tem a tendência de emitir sentenças para todos e de interromper discursos sem deixar seu interlocutor se expressar.


    Mas por que as pessoas têm uma atitude agressiva?

    Muitas vezes eles não fazem isso por maldade, mas para tentar parecem mais fortes, mais viris ou mais autoritários do que eu sou.


    Às vezes, a causa desse comportamento pode ser encontrada em insegurança básica, desconforto, problemas de autoestima ou, mais simplesmente, você deseja evitar o entendimento completo do interlocutor.

    # 2 O tipo passivo

    A mentalidade passiva é típica de quem não quer se envolver em discussões, tem baixa autoestima, quer ser aceito ou não percebe seus direitos fundamentais como válidos.

    Adotamos um comportamento passivo quando deixamos a outras pessoas muito poder de decisão sobre nossas vidas, buscamos sistematicamente sua aprovação ou quando não reagimos a críticas infundadas.

    Em última análise, as pessoas passivas tendem a colocar outros comedores no pedestal desvalorizar-se completamente.

    # 3 O tipo assertivo

    A pessoa assertiva está em perfeito equilíbrio com as duas personalidades anteriores, o que leva a várias vantagens.

    1. A assertiva coloca a si e ao seu interlocutor no mesmo nível.
    2. Quem se comunica de forma assertiva sabe dizer Não quando necessário.
    3. A pessoa assertiva escuta sem julgar, mas sem ser submetida.
    4. A pessoa assertiva sabe avaliar as críticas de maneira correta e sabe quando elas têm fundamento ou não.
    5. A assertividade permite reduzir significativamente a ansiedade, o desconforto e o estresse.

    Comunique-se basicamente de forma assertiva significa fazer valer os próprios direitos sem negar os dos outros.


    Antes de entender como funciona a comunicação assertiva, vamos ver um conto para entender melhor o potencial dessa atitude mental.


    Uma magnífica parábola sobre comunicação

    Um dia, um cego estava sentado na escadaria de um edifício com um chapéu aos pés e uma placa que dizia: "Sou cego, ajude-me por favor".

    Um publicitário que passava por perto parou e percebeu que ele tinha apenas alguns centavos no chapéu.

    Ele se abaixou e despejou mais moedas, então, sem pedir a permissão do homem, pegou a placa, virou-a e escreveu outra frase.

    Naquela mesma tarde, o anunciante voltou ao cego e percebeu que seu chapéu estava cheio de moedas e notas.

    O cego reconheceu o passo do homem: perguntou se ele não tinha reescrito o seu sinal e o que tinha escrito.

    O anunciante respondeu "Nada que não fosse verdade, apenas reescrevi o seu de forma diferente", sorriu e foi embora.

    O cego nunca soube que agora no seu letreiro estava escrito: "Hoje é primavera e não consigo ver".

    Essa história é linda, não é? O que essa história nos ensina?

    Quando nos comunicamos, a mensagem é o conteúdo mais importante a considerar.


    Muitas vezes, por exemplo, você vê produtos e serviços bem embalados, mas de valor realmente baixo.

    Devemos, portanto, notar que o comunicação efetiva (ou o assertivo) nunca substitui o valor da mensagem mas o amplifica para dar mais destaque.


    Não se trata, portanto, de vender o fumo de uma torra ruim, mas de apresentar bem uma torra excelente.

    Agora que esclarecemos as questões relacionadas à comunicação, vamos finalmente ver as 3 estratégias para se comunicar de forma assertiva.

    Os 3 segredos da comunicação assertiva

    # 1 O primeiro ingrediente secreto da comunicação

    Você já conversou com uma pessoa que é apaixonada por determinado assunto?

    Certamente você percebeu como pode ser envolvente a comunicação assertiva que temos quando somos movidos por paixão e entusiasmo.

    Ser apaixonado pelo que queremos comunicar é de grande ajuda e, acima de tudo espontâneo, para melhorar a forma como nos comunicamos.

    Se não somos apaixonados por um assunto, é muito mais difícil transmitir de uma forma carismático o que queremos dizer.

    Em vez disso, quando há o fogo da paixão no que dizemos, estamos automaticamente mais envolvidos e consequentemente envolvemos outros.

    Se você notar como uma pessoa fala ao apresentar um assunto que adora, você notará que tudo o que ela fala é envolvente, espontâneo, sensacional e impactante.

    Temos a impressão de encontre-nos em sua história e até mesmo que nós também somos apaixonados por esse assunto, mesmo que antes disso nunca nos tivesse interessado ou entusiasmado.

    Na verdade, o primeiro ingrediente secreto para se comunicar com eficácia é a paixão, portanto, encontre atividades que o entusiasmem e conviva com pessoas com os mesmos interesses que você.

    Lembre-se de que é normal comunicar-se com menos carisma se o assunto não nos interessar: por exemplo, se eu fosse falar sobre o Big Brother estaria em apuros, porque não estou nem aí.

    Portanto, notamos que nem sempre podemos nos comunicar com paixão, mas como seres humanos temos limitações.

    Para superar esses limites e melhorar nossa comunicação, podemos seguir os conselhos que veremos em breve.

    # 2 Auto-estima e consciência de como o mundo funciona

    Como vimos nos 3 tipos de comunicação, a auto-estima é vital para ser assertivo.

    Muitas vezes as pessoas que sofrem de baixa auto-estima eles são vítimas de outros e espectadores de seus próprios infortúnios: em essência eles são passivos.

    Mas não só.

    Mesmo aqueles que se comunicam de forma muito agressiva para se afirmar, muitas vezes escondem inseguranças subjacentes muito fortes que tentam compensar com intimidação e prevaricação.

    Com isso, fica claro que para se comunicar de forma assertiva é preciso ter plena confiança em si mesmo e nas próprias habilidades.

    Só assim poderemos aplicar todas as estratégias que veremos no próximo ponto.

    Antes de mais nada, portanto, é essencial trabalhe profundamente em nossa auto-estima que servirá de base para a construção de nossa assertividade.

    # 3 Todo o resto é comunicação assertiva

    Esses dois primeiros pontos eram meio que deuses pré-requisitos comunicar de forma eficaz que, uma vez satisfeito, nos permite focar em outros aspectos que mais afetam nossa assertividade.

    Então, vamos ver 6 dicas práticas para se comunicar de forma assertiva.

    1. Aja em seu próprio interesse. Sempre tenha esse conselho em mente, lembrando-se de que não devemos ser passivos ao nos tornarmos capachos de outras pessoas, mas também não devemos forçar outras pessoas com violência verbal. A comunicação assertiva é um equilíbrio entre nossas necessidades e as dos outros.
    2. Aprenda a dizer não de forma inteligente. Cada Não que pronunciamos nos faz recuperar a posse de nosso tempo e recursos. Devemos, portanto, aprender a rejeitar propostas que não nos interessam ou que não trazem benefícios reais em relação ao tempo gasto. Lembre-se de que recusar um pedido não significa decepcionar outras pessoas, mas afirme-se de forma pró-ativa.
    3. Exercite seus direitos sem negar os de outras pessoas. Exercer seus direitos e se afirmar não significa negar essas possibilidades a outras pessoas. Devemos sempre expressar nossa opinião, sem excluir a possibilidade de outros pontos de vista.
    4. Aproveite a auto-ironia. A auto-ironia é uma arma muito poderosa de comunicação, mas atenção: deve estar sempre acompanhada de uma verdadeira autoestima. Se a pessoa com quem nos comunicamos não percebe a verdadeira autoconfiança, é uma estratégia que vai sair pela culatra em nós.
    5. Critique e receba críticas. A pessoa assertiva tem uma dupla capacidade de crítica: é capaz de aceitá-las para se aperfeiçoar, mas também sabe fazer as críticas construtivas que nota nos outros sem se tornar ofensiva e agressiva.
    6. Ouça os outros sem intimidar ou ser intimidado. Saber ouvir é uma arte: para saber mais sobre esse aspecto, dê uma olhada no artigo sobre escuta ativa.

    Exercício de comunicação afirmado

    Há uma série de exercícios recomendados para uma comunicação assertiva, mas eles não funcionam.

    Existem os chamados experts que fazem exercícios na frente do espelho onde temos que piscar para nós mesmos, dizer a nós mesmos que somos pessoas melhores ou nos ver de outra forma.

    Os exercícios de visualização, em particular, estão muito em voga ultimamente porque eles não nos empurram para fora de nossa zona de conforto, de modo que cada um de nós em 10 segundos pode acreditar que melhorou sua comunicação.

    Por essas e outras razões, não vou oferecer esses exercícios, mas vou dar um conselho simples para treinar para se comunicar de forma assertiva.

    Ele apenas se torna uma pessoa assertiva.

    A comunicação assertiva é uma habilidade que parte da nossa autoestima e deve ser treinada diligentemente como se estivéssemos em uma academia e não se desenvolverá sozinhas com manobras de 10 segundos.

    Portanto, preste atenção deliberadamente em como você se comunica para tentar melhorar a si mesmo deliberadamente.

    Treine-se para não apontar culpados e usar as indicações que vimos no ponto 3, mas acima de tudo aumenta radicalmente a sua autoestima.

    Estas são as bases para melhorar imediatamente a nossa personalidade e consequentemente a nossa comunicação; Se você quiser seja verdadeiramente assertivo comprometa-se a escrever a sua opinião nos comentários.

    Adicione um comentário a partir de Comunicação assertiva: como evitar ser pisado
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.