5 h√°bitos mentais que consomem toda a sua energia

5 h√°bitos mentais que consomem toda a sua energia

Hábitos mentais nos fazem flutuar ou afundar. A execução de um procedimento mental que nos prejudica envolve um grande gasto de energia que acaba por se fazer sentir em todas as áreas da nossa vida.

5 h√°bitos mentais que consomem toda a sua energia

Última atualização: 24 de junho de 2022

Adotamos e estabelecemos hábitos mentais sem saber e às vezes eles consomem mais energia do que deveriam. Às vezes isso depende da educação recebida, outras vezes da influência do ambiente ao redor, de certas crenças ou traços de personalidade.



Muitas vezes, h√°bitos mentais destrutivos ou prejudiciais s√£o adquiridos, mas s√£o t√£o autom√°ticos que nem percebemos sua exist√™ncia. Esses h√°bitos acabam por condicionar os padr√Ķes que tra√ßamos do mundo, as condutas e os repert√≥rios comportamentais que acabamos por realizar.

Assim, muitas vezes acabamos construindo uma vida com fundamentos nocivos que, em muitos casos, desencadeiam rea√ß√Ķes em cadeia que causam intenso desconforto ou insatisfa√ß√£o. Alguns h√°bitos mentais s√£o caracterizados pelo consumo de grande parte da energia vital. Apresentamo-los nos par√°grafos seguintes.

‚ÄúTer consci√™ncia dos nossos preconceitos, do grau de responsabilidade que temos ou em que casos nos sentimos confort√°veis ‚Äč‚Äčfala da qualidade da nossa vida‚ÄĚ.

-Angelo Rull-

H√°bitos mentais contraproducentes

1. Evite responsabilidades

Não se comprometer ou adiar tudo são hábitos mentais que acabam consumindo energia. Isso se expressa no tendência a assumir um papel passivo em relação às responsabilidades. Vale para o trabalho, mas também para o casal, a família e a sociedade.

Nesse caso, uma pessoa age de acordo com o que os outros pedem ou fazem. Ela está convencida de que não pode se opor ou resistir ao que lhe é imposto pelo contexto. Subjacente a isso está uma falta de responsabilidade para consigo mesmo.



Este é um hábito mental contraproducente porque os esforços e os objetivos são orientados para realidades estranhas. Você não se concentra em seus objetivos e seus sonhos desaparecem.

2. Não saber o que você quer, um dos hábitos mentais que consomem energia

Planejar a√ß√Ķes em busca do refor√ßo errado tamb√©m pode se tornar um h√°bito mental. Muitas vezes ocorre quando tentamos ganhar refor√ßo social sacrificando nossos desejos ou a satisfa√ß√£o de nossas necessidades reais. Como no caso anterior, o ego fica em segundo plano.

A verdade, porém, é que quase todos sabem o que queremos, mas às vezes temos medo de confessar, porque isso gera uma responsabilidade íntima e inteiramente pessoal. O medo do fracasso ou a sensação de que os desejos não importam também podem entrar em jogo.

D√ļvidas e hesita√ß√Ķes cont√≠nuas drenam muita energia vital. √Äs vezes, escolher os objetivos a serem perseguidos √© mais dif√≠cil e cansativo do que as a√ß√Ķes necess√°rias para alcan√ß√°-los. Quando a incerteza √© um elemento distintivo presente e cont√≠nuo, certamente haver√° esgotamento emocional e cognitivo.

3. Falta mentalidade de escassez

Falamos de uma mentalidade de escassez quando a perspectiva de uma pessoa caracteriza-se pelo h√°bito mental de se ver em estado de defici√™ncia. Muito fr√°gil, n√£o t√£o forte, carente de alguma coisa... O ponto comum √© um sentimento de inutilidade que condiciona as a√ß√Ķes, portanto a vida.

Este h√°bito mental acaba resultando em passividade, falta de otimismo, medo constante e falta de iniciativa. As situa√ß√Ķes resultantes geralmente n√£o s√£o muito gratificantes. Al√©m disso, condutas semelhantes acabam gerando c√≠rculos end√™micos.


O que acontece neste caso é que alimenta um limite que existe apenas na mente. Ao levar a vida com esse limite como ponto de partida, sua visão se torna mais curta e suas chances de melhoria são reduzidas. Isso causa desconforto frequente que afeta a energia emocional.



4. H√°bitos mentais prejudiciais: preocupar-se constantemente

A preocupa√ß√£o pode ser inevit√°vel √†s vezes, mas tamb√©m √© um h√°bito in√ļtil e estressante se continuado indefinidamente. Tendemos a pensar que esta √© uma forma de resolver o problema ou reduzir sua gravidade, na verdade causa exaust√£o e sofrimento emocional.

5. Tente mudar os outros

√Č claro que todos podem mudar se quiserem. No entanto, essa mudan√ßa n√£o pode e n√£o deve ser imposta, pois n√£o √© √ļtil nem moralmente aceit√°vel. Sobre o que temos poder √© a escolha das pessoas que entram em nossa vida.


Por outro lado, quando algu√©m muda ao nosso gosto, n√£o apenas encontraremos frustra√ß√£o, mas mostraremos intoler√Ęncia em rela√ß√£o a essa pessoa. Voc√™ tem que aceitar quando n√£o √© compat√≠vel com outro indiv√≠duo.

conclus√Ķes

Certos hábitos mentais podem ser combatidos com um exercício de atenção plena. Primeiro, é importante observar as ideias ou crenças que temos sobre nós mesmos. Em seguida, submeta-os ao filtro da razão e combata-os com hábitos positivos.

Adicione um coment√°rio do 5 h√°bitos mentais que consomem toda a sua energia
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load