Seu silĂȘncio me deu todas as respostas

Seu silĂȘncio me deu todas as respostas

Seu silĂȘncio me deu todas as respostas

Última atualização: 17 março 2016

Às vezes espero sua resposta, suas palavras... NĂŁo aprendi que elas nĂŁo chegam ou que talvez vocĂȘ as passe para mim de outra forma, na ausĂȘncia, como lacunas que nĂŁo sĂŁo preenchidas com letras e frases. Seu silĂȘncio contĂ©m o que eu nĂŁo quero ouvir, o que eu nego ouvir vocĂȘ dizer.

É covardia deixar o silĂȘncio ser a resposta, mas Ă s vezes Ă© o que resta. Ainda nĂŁo aprendi a nĂŁo esperar nada de vocĂȘ, a nĂŁo ter expectativas, a saber que esse vazio que vocĂȘ deixa e cria Ă© a sua resposta, Ă© isso que vocĂȘ quer me dizer.



Eu nĂŁo aprendo a decifrar seu silĂȘncio

NĂŁo consigo interpretar o silĂȘncio quando vocĂȘ fecha uma porta e deixa meus pensamentos voarem para tentar entender essas palavras que vocĂȘ nĂŁo diz. Eu preciso que vocĂȘ atribua palavras a todo aquele silĂȘncio intenso que vocĂȘ deixa toda vez que vocĂȘ sai, toda vez que vocĂȘ nĂŁo fala.

Seu silĂȘncio cria uma distĂąncia entre nĂłs dois, um abismo impossĂ­vel de atravessar, uma separação inexplicĂĄvel que nĂŁo mereço, que nĂŁo entendo e que, no entanto, devo aceitar. Mas seu silĂȘncio Ă© um caminho que se divide em milhares de possibilidades e nĂŁo sei qual delas reflete seus pensamentos.

O que eu sei sobre o silĂȘncio

Seus silĂȘncios nem sempre sĂŁo os mesmos, eles mudam sem que eu perceba. HĂĄ silĂȘncios tĂ­midos, em que vocĂȘ nĂŁo tem coragem de falar comigo, mas vocĂȘ me olha nos olhos e seus olhos falam comigo.



HĂĄ silĂȘncios irĂŽnicos quando vocĂȘ encontra meu olhar e sorri sem dizer nada. HĂĄ silĂȘncios confusos quando lhe faço uma pergunta e vocĂȘ nĂŁo me ouviu porque estĂĄ longe daqui sem querer. E, sobretudo, hĂĄ silĂȘncios cĂșmplices, aqueles que queimam a alma com lĂĄbios que nĂŁo falam palavras.

Mas esse silĂȘncio, o que agora nos separa, encerra outras coisas, aquelas que nĂŁo ousamos contar uns aos outros, e criou um abismo profundo entre o que temos e o que queremos.. E mesmo que eu nĂŁo espere nada, duvido que tenha entendido completamente seu silĂȘncio.

Minha resposta ao seu silĂȘncio

Posso encontrar mil respostas para o seu silĂȘncio, mas sĂł posso lhe responder de uma maneira: diga-me o que pensa, o que o preocupa, estou ao seu lado para ajudĂĄ-lo, para compreendĂȘ-lo. Se vocĂȘ precisar de um abraço, eu vou te dar. Se vocĂȘ precisar de um beijo, eu te dou cem. Se vocĂȘ sĂł quer que eu ouça vocĂȘ, eu vou, eu sĂł peço que vocĂȘ diga o que vocĂȘ quer dizer.

Posso te responder de vĂĄrias maneiras, posso retribuir com o silĂȘncio, mas nĂŁo quero aumentar ainda mais a distĂąncia entre nĂłs. Posso continuar a transformar seu silĂȘncio em palavras ou posso contornĂĄ-lo, continuar falando com vocĂȘ sem receber uma resposta. Respeito seu silĂȘncio e preciso que vocĂȘ respeite minha incerteza, minha necessidade de saber, de conhecer seus pensamentos.


As respostas que seu silĂȘncio me dĂĄ

Se vocĂȘ sair sem dizer nada, seu silĂȘncio me sussurra que vocĂȘ nĂŁo quer. Se vocĂȘ nĂŁo responder Ă s minhas mensagens, seu silĂȘncio me diz que vocĂȘ nĂŁo se importa com o que eu sinto ou o que penso. Se eu te perguntar o que vocĂȘ pensa e vocĂȘ nĂŁo me responder, seu silĂȘncio me diz que hĂĄ algo que vocĂȘ quer esconder de mim.


Pode ser que as respostas que vocĂȘ queira dar com seu silĂȘncio nĂŁo sejam essas, mas outras, mas nĂŁo posso saber se vocĂȘ nĂŁo me ajudar a entender o que nĂŁo estĂĄ dizendo.


Quase nĂŁo me lembro do eco das tuas palavras, jĂĄ nĂŁo as ouço, passas Ă  minha frente como um fantasma, como alguĂ©m que nĂŁo reconheço e Ă© o teu silĂȘncio que me sugere o que Ă©s incapaz dizer em voz alta.

E se vocĂȘ fechar a porta atrĂĄs de vocĂȘ novamente, sem dizer uma palavra, feche para sempre, nĂŁo volte, porque sĂł nesse momento eu vou entender que vocĂȘ sĂł queria se despedir.

Adicione um comentĂĄrio do Seu silĂȘncio me deu todas as respostas
ComentĂĄrio enviado com sucesso! Vamos analisĂĄ-lo nas prĂłximas horas.

End of content

No more pages to load