Fazer o bem por interesse significa ser inteligente, n√£o bom

Fazer o bem por interesse significa ser inteligente, n√£o bom

Fazer o bem por interesse significa ser inteligente, n√£o bom

Última atualização: 20 de maio de 2016

Mostrar bondade de maneira sincera é muito mais difícil do que fazê-lo tendo seus próprios interesses como prioridade. Dessa forma, muitas pessoas são rotuladas como "egoístas" por aqueles que suspeitam que só concordarão em contribuir para uma boa causa se puderem se beneficiar pessoalmente dela.

Um interesse que, por outro lado, também é legítimo, ainda que desaprovado por outro elemento significativo: o "egoísta" é acusado não só de aderir à boa causa em benefício próprio, mas também de fazer portanto, somente se esse benefício realmente existir.



Este tipo de comportamento, que muitas vezes percebemos tarde demais, tem mais a ver com ast√ļcia ou ego√≠smo do que com bondade, solidariedade ou dedica√ß√£o aos outros. Ser uma boa pessoa n√£o √© o mesmo que ser uma pessoa astuta, mas, em alguns contextos, confundimos essas duas caracter√≠sticas.: Pessoas astutas podem se disfar√ßar de boas pessoas e, assim, enganar todos os outros. Al√©m disso, quando isso acontece, √© normal sentir decep√ß√£o e tristeza: colocamos expectativas na outra pessoa, o que acabou n√£o sendo real.

A nuance egoísta de quem é bom para juros

Continuando na mesma linha de pensamento, deve-se ressaltar que, quando algu√©m nos ajuda, gostamos de pensar que est√° fazendo isso porque realmente se importa com as nossas necessidades. No entanto, quando descobrimos que suas a√ß√Ķes s√£o realmente motivadas por seus pr√≥prios interesses, imediatamente tiramos valor das pr√≥prias a√ß√Ķes, ainda que o benef√≠cio que representou para n√≥s seja o mesmo em ambos os casos.


O dano √© causado pelo fato de percebermos a verdadeira raz√£o por tr√°s desses atos de bondade: se o interesse pr√≥prio √© a base das a√ß√Ķes e estrat√©gias usadas para atingir um objetivo, √© prov√°vel que essa pessoa esteja agindo em virtude de seus pr√≥prios interesses. benef√≠cio, e n√£o em solidariedade.


Sobre isso, pessoas boas que, no entanto, s√£o guiadas pela ast√ļcia, mant√™m um certo tom ego√≠sta, pois eles mesmos e seus objetivos est√£o sempre no centro de tudo o que fazem. De fato, justamente por isso, qualquer altru√≠smo e preocupa√ß√£o com os outros s√£o sempre relegados a segundo plano, como veremos a seguir.

‚ÄúEgo√≠smo n√£o √© sin√īnimo de amor pr√≥prio, mas de uma paix√£o desordenada por si mesmo‚ÄĚ.

-Aristóteles-

Altruísmo: dentro da essência do bem

Se o primeiro lado da moeda √© ast√ļcia manchado de ego√≠smo, o segundo lado √© altru√≠smo. Esta √© a caracter√≠stica fundamental que define a bondade, acima de tudo. Pessoas altru√≠stas s√£o dedicadas aos outros, se preocupam com eles e, acima de tudo, s√£o solid√°rias e dedicadas.

De fato, pessoas de bem e pessoas que agem de acordo, realizam certas a√ß√Ķes tentando n√£o prejudicar ningu√©m e evitando seus pr√≥prios interesses, se souberem que isso pode prejudicar os outros. O altru√≠smo est√° sempre em busca do bem dos outros e n√£o se importa com o que receber√° em troca: fazer o bem sem pensar em quem.

‚ÄúPara o homem, nem suas terras, nem suas riquezas, nem seus clientes, nem a cama onde dorme ou o copo em que bebe importam. O que importa √© quanta bondade ele tem, porque esse √© o bem maior do homem‚ÄĚ.

-Sêneca-

√Č verdade que o amor-pr√≥prio √© fundamental, mas uma pessoa altru√≠sta mant√©m firmemente os limites: n√£o se trata de mostrar desinteresse por si mesmo, mas de entender que a bondade surge de um ato livre e volunt√°rio, que tem por finalidade ajudar os outros.



As qualidades das pessoas boas, n√£o ast√ļcias

Podemos definir esse tipo de ajuda ego√≠sta como a capacidade artificial de chegar a um fim. Em outras palavras, o interesse pr√≥prio n√£o √© prejudicial porque nos leva a fazer certas a√ß√Ķes. O que prejudica √© usar esse impulso para manipular e tirar vantagem dos outros.

Por outro lado, entre as qualidades de uma boa pessoa encontramos aquelas que já listamos, às quais podemos acrescentar mais algumas. Por exemplo, uma boa pessoa é gentil com as pessoas de que precisa e com as que não precisa, faz favores a quem deve e a quem nada deve e cede seu lugar na fila a uma pessoa que está com pressa, mesmo que não queira flertar.


Por √ļltimo, e sobretudo, n√£o podemos esquecer que, ao fazer atos de bondade voluntariamente e sem interesse pr√≥prio, transmitem-se valores de empatia e humildade, que d√° origem a um sentimento de completa realiza√ß√£o dentro da pessoa boa.

“Só os bons sentimentos podem nos unir;

o interesse nunca forjou uni√Ķes duradouras"

-Comte-

Adicione um coment√°rio do Fazer o bem por interesse significa ser inteligente, n√£o bom
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load