Tem dias que a gente consegue fazer tudo, outros ...

Quem sou
Robert Maurer
@robertmaurer
FONTES CONSULTADAS:

wikipedia.org

Autor e referências

Existem dias extraordin√°rios, dias em que voc√™ tem uma energia enorme, se sente forte e feliz e pode conquistar o mundo. H√° dias menos bonitos - ou francamente horr√≠veis - quando tudo parece um esfor√ßo tit√Ęnico para voc√™. Estes s√£o os dias em que voc√™ pensa "N√£o quero fazer nada".

Embora tenhamos tend√™ncia a pensar que a forma mais comum de tocar o fundo a n√≠vel psicol√≥gico depende de uma depress√£o profunda ou de um sofrimento intenso, na realidade existem outros estados afetivos que podem tirar a nossa energia e motiva√ß√£o, deixando-nos sem as for√ßas necess√°rias para enfrentar a vida. Como disse o escritor japon√™s Haruki Murakami: ‚Äúnada √© mais cruel do que a desola√ß√£o de n√£o querer nada‚ÄĚ.



Abulia: quando eu n√£o tenho vontade de fazer nada

A falta de desejo n√£o √© pregui√ßa, apatia ou cansa√ßo. √Č uma condi√ß√£o psicol√≥gica em que voc√™ perde a capacidade de agir por achar que n√£o faz sentido estabelecer metas e objetivos de curto ou longo prazo.

Nos casos mais extremos, a abulia pode ser alcan√ßada, o que √© uma altera√ß√£o da motiva√ß√£o e come√ßa a se manifestar com problemas para tomar decis√Ķes e coloc√°-las em pr√°tica. Abulia √© falta de for√ßa de vontade, iniciativa e energia. √Č uma esp√©cie de apatia extrema onde cada atividade parecer√° opressora para voc√™ e voc√™ perder√° o interesse nas coisas que o emocionavam antes.

A apatia geralmente é acompanhada por anedonia, que é a perda da capacidade de desfrutar as atividades e de sentir prazer na vida. Quando sofremos de ambos, quando a apatia e a anedonia se enraízam, é fácil cair no buraco negro da depressão.

Porém, sem chegar aos casos mais extremos de abulia, você pode experimentar dias apáticos, dias em que você não quer fazer nada. Depende do quê?


Por que h√° dias em que n√£o tenho vontade de fazer nada?

1. Esgotamento, você atingiu o limite


Depois de um projeto cansativo, √© normal passar por um per√≠odo de extrema fadiga e apatia que pode durar v√°rios dias ou at√© semanas. Quando voc√™ est√° imerso em um projeto muito exigente, seu corpo responde com eustress, um tipo de estresse positivo que lhe d√° uma vantagem. Mas eustress consome energia f√≠sica e psicol√≥gica e, em √ļltima an√°lise, apresenta a voc√™ a conta. √Č por isso que, quando voc√™ termina o projeto e pode finalmente relaxar, √© prov√°vel que ocorra uma exaust√£o extrema.

2. Você se negligenciou por muito tempo

Às vezes, esse cansaço não vem de um projeto muito exigente, mas apenas de um estilo de vida exigente no qual você se negligenciou. Se você passa de um compromisso para outro, como viver em uma eterna maratona, é compreensível que mais cedo ou mais tarde seu corpo e sua mente vão dizer o suficiente, porque precisam descansar. Nesse caso, o desejo de não fazer nada também pode ser considerado um mecanismo de defesa, um sinal de alerta de que você precisa fazer uma pausa e se desconectar.

3. Tédio vital, começo tudo de novo

N√£o √© o t√©dio t√≠pico, mas um estado de t√©dio vital. Se voc√™ n√£o ama o que faz, n√£o acha as atividades motivadoras e elas n√£o o satisfazem, √© normal que, inconscientemente, voc√™ se recuse a come√ßar o dia e responder com abulia. Se os dias se tornaram uma c√≥pia um do outro, a rotina √© automatizada e voc√™ n√£o sabe como sair desse tipo de "Recome√ßar" (o filme), √© prov√°vel que voc√™ afunde no t√©dio e na monotonia, dois sentimentos que eles tiram o desejo de fazer as coisas. Basta lembrar a frase de Max Stirner: ‚Äúo h√°bito da ren√ļncia congela o ardor dos desejos‚ÄĚ.


4. Frustra√ß√£o, voc√™ n√£o v√™ a luz no fim do t√ļnel


H√° momentos em que o desejo de n√£o fazer nada vem da frustra√ß√£o. Se voc√™ se sentir preso a uma vida de que n√£o gosta, mas n√£o sabe como sair dessa situa√ß√£o, √© prov√°vel que se sinta oprimido e frustrado. Na verdade, se voc√™ tentou fazer as coisas de maneira diferente, mas - por algum motivo - n√£o funcionou, provavelmente acabar√° desenvolvendo um desamparo aprendido, o que significa que desistiu e mergulhou na abulia completa. Mas "a ren√ļncia √© um suic√≠dio di√°rio", como disse Honor√© de Balzac.

5. Depress√£o, simples e clara

H√° ocasi√Ķes em que o desejo de n√£o fazer nada √© o prel√ļdio de um quadro depressivo. A depress√£o √© acompanhada por apatia, anedonia e, mais geralmente, a perda do sentido da vida. Em alguns casos, a depress√£o √© o resultado de uma perda - de qualquer tipo - que deixa um grande vazio na vida e gera uma sensa√ß√£o de esterilidade emocional. Outras vezes, pode ser o resultado de uma crise existencial n√£o resolvida em que o sentido da vida se perde.

Por fim, √© importante estar ciente de que esse estado de apatia tamb√©m pode ser decorrente de alguns problemas f√≠sicos, por isso √© fundamental ir ao m√©dico para descartar uma poss√≠vel patologia. Altera√ß√Ķes hormonais, problemas de tire√≥ide, anemia, diabetes e problemas card√≠acos podem causar fadiga extrema e fraqueza.

Como recuperar a vontade de fazer as coisas? O poder de se render

Quando não tiver vontade de fazer nada, desista! Parece uma contradição, mas você descobrirá que desistir é extremamente libertador. Render-se não significa passar o dia todo na cama, mesmo que você precise descansar para recuperar as forças, mas significa aceitar o estado em que se encontra.


Essa entrega contém a semente da aceitação radical. Significa parar de pensar que você tem que fazer coisas constantemente. Pare de se esforçar para aumentar a produtividade. Abrace a tranquilidade e não faça nada. Não se force. Permita que as coisas sejam como são.


O primeiro resultado dessa entrega incondicional é que você começará a parar de se sentir mal consigo mesmo. E isso já é um grande passo.

O segundo passo √© encontrar pequenas coisas que se tornam dinamizadores do comportamento e que n√£o requerem esfor√ßo sobre-humano. Um banho relaxante, ouvir a m√ļsica que gosta, dar-se um presente‚Ķ Qualquer coisa que te fa√ßa sentir emo√ß√Ķes positivas que te fa√ßa sentir melhor.

Trata-se de aproveitar o estado de apatia a seu favor para:

‚ÄĘ Reconecte-se com voc√™ mesmo, com aquelas coisas que voc√™ gosta e provavelmente negligenciou por muito tempo

‚ÄĘ Reserve um tempo para descansar, dando-se permiss√£o para sair da agita√ß√£o da vida cotidiana

‚ÄĘ Mude a dire√ß√£o de sua vida, se necess√°rio, para encontrar novos objetivos mais motivadores

Na prática, para recuperar o desejo de fazer as coisas, basta estabelecer metas de curto prazo. Divida as atividades em pequenas tarefas que você pode gerenciar melhor. Assim você ficará menos estressado.

Apenas se concentre na próxima etapa que você precisa dar. E quando você tiver feito isso, parabenize-se. Você merece isso! Ao dar pequenos passos, você se sentirá mais forte e a apatia desaparecerá gradualmente, exatamente como apareceu.

  • 203
Adicione um coment√°rio do Tem dias que a gente consegue fazer tudo, outros ...
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.