close
    search Buscar

    Sono: A fome aumenta quando falta

    Quem sou
    Joe Dispenza
    @joedispenza
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Comentários sobre o item:

    aviso de conteúdo

    Um dos resultados mais estranhos que surgiram em
    seguindo alguns estudos de obesidade é que as pessoas que dormem menos tendem a
    ganhar peso mais do que outros. Esta ideia desafia a crença popular de que
    associa o sono com um estilo de vida sedentário e obesidade e isso não é estranho
    me perguntando se o falta de dormir
    alterar nossa biologia e isso, por sua vez, afeta a nossa
    hábitos alimentares.


    Agora, novos estudos baseados nas técnicas
    a neuroimagem funcional lança uma nova luz sobre esse fenômeno. Um de
    esses estudos analisaram os efeitos de uma noite sem dormir, enquanto a outra
    focado na avaliação do impacto da privação de sono
    por uma semana. Ambos os estudos mediram a ativação do cérebro
    o que ficou evidente quando as pessoas que não haviam dormido vieram
    mostrar fotos de alimentos. Os dados dos dois estudos deram o mesmo
    Resultados: a falta de sono faz com que certas áreas (como o córtex
    cingolata anterior) envolvido no mecanismo de motivação cerebral, sim
    desencadeie-se diante da imagem única de um alimento. Para entender completamente
    o que isso significa, basta dizer que uma ativação semelhante é observada no
    viciados em drogas quando mostrado a
    substância em que são viciados. Em outras palavras, a falta de sono aí
    faria você responder de forma exagerada na frente da comida, quase como se
    éramos viciados neles. Mas ... qual é o motivo dessa resposta? Os pesquisadores sugerem que a "culpa"
    de tudo seria do nosso inconsciente. Ou seja, nossos cérebros sabem qual comida
    significa que calorias e calorias são transformadas em energia, o que temos
    precisa devido à falta de sono. Esta ideia não é totalmente aparente
    absurdo e foi confirmado por outros estudos. De fato, eles não estão
    poucos neurocientistas pensam que a privação do sono funciona como
    uma luz vermelha em nosso sistema nervoso autônomo, causando esta
    aumenta os níveis do hormônio grelina (associado ao apetite) e reduz
    níveis do hormônio leptina (associado à sensação de saciedade). Possivelmente
    essas mudanças são identificadas pelos circuitos motivacionais e é para
    isso é que reagimos exageradamente aos alimentos. O ensinamento que nos transmite em
    nesta ocasião a neurobiologia é que devemos dormir as horas necessárias para o organismo
    para recuperar a força. Assim, não só comeremos menos no dia seguinte
    mas também estaremos mais alertas e menos irritáveis.
    Adicione um comentário do Sono: A fome aumenta quando falta
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.