Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

Um artigo inspirado na vida e obra do Bardo, William Shakespeare, que nos ajudar√° a entender os h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos.

Depois de falar sobre Dante, o grande poeta italiano, e como suas obras podem nos inspirar a para esclarecer nossa vida, neste artigo quero prestar uma homenagem ao maior poeta do Reino Unido, país em que vivo há vários anos.

Eu estou falando claro sobre William Shakespeare.



Quer você saiba de cor passagens inteiras de suas tragédias ou não, você certamente leu pelo menos alguns versículos em sua vida Shakespeare (ou você o viu atuar no cinema).

Na verdade, poucos outros artistas conseguiram deixar uma marca tão profunda na história da cultura e dos costumes.

Na realidade, sua figura hist√≥rica est√° envolta em trevas, mas alguns testemunhos e sua vasta produ√ß√£o liter√°ria podem nos fazer entender o pensamento de Shakespeare e nos dar insights √ļteis para o nosso caminho de crescimento pessoal.

Especificamente, neste artigo de sabor histórico, quis identificar para vocês 7 hábitos que podem nos aproximar de nossos objetivos mais ambiciosos, inspirados na vida do grande poeta inglês.

"O hábito pode mudar os moldes da natureza, superar o mal, destroná-lo com a força de um milagre."

Treine-se

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

“Ser isto ou aquilo depende só de nós. Nosso corpo é um jardim, e nossa vontade, o jardineiro. "

Em várias obras, Shakespeare menciona ahábito como uma força excepcional, capaz de transformar homens em escravos ou, vice-versa, para provocar Milagres.

O Bardo estava particularmente atento aos hábitos que poderiam melhorar seu desempenho físico.



Shakespeare, aliás, que também foi ator de profissão, sempre teve que estar pronto para esgrimir, dançar, movimentar-se com extrema agilidade no palco.

Não só.

Ele tinha que ter um voz capaz de ser ouvido at√© pelo p√ļblico mais distante (sem nenhum tipo de amplifica√ß√£o, claro) e acima de tudo teve que se manter saud√°vel para enfrentar as viagens e as adversidades di√°rias de um trabalho n√£o puramente intelectual.

Em suma, a profissão de ator, no início do século XVII, exigia uma verdadeira Treinamento.

Agora ... as chances de que haja atores do século 600 entre os leitores de GetPersonalGrowth são muito pequenas, mas, seja você um estudante, um profissional ou um empresário, otreinamento físico não pode estar faltando em sua vida.

Um constante e focado Treinamento físico é capaz de melhorar sua concentração, seus níveis de energia e sua auto-estima.

Já decidiu como vai cuidar do seu "jardim" no próximo ano?

Morra uma vez

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

Quase todas as obras de Shakespeare estão imbuídas de coraggio. Pense, por exemplo, na batalha épica entre Macbeth e Macduff, da qual o esboço acima foi tirado.

O mesmo poeta inglês levou vários riscos em sua vida para realizar seus sonhos.

Em primeiro lugar, tendo deixado o Natal Stratford-upon-Avon ir morar em Londres em busca de fortuna, apesar de já ter formado família e naquela época as economias do pai não eram particularmente prósperas.


Alguns anos depois, ent√£o, investido seu dinheiro nas a√ß√Ķes da companhia de Lord Chamberlain, quando o p√ļblico apreciava mais suas letras do que suas pe√ßas teatrais.


Ainda assim, o dele intuito o colocou no caminho certo e o resto é história.

Ent√£o lembre ...

“Os covardes morrem muitas vezes antes de morrer; os bravos sentem o gosto da morte apenas uma vez. "

Se você quer realizar seus sonhos no ano novo, acostume-se a correr riscos.

N√£o, voc√™ n√£o precisa fazer gestos imprudentes ou est√ļpidos, mas aprenda todos os dias a enfrentar o que o assusta e a sair da sua concha.

Voce perde anos

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

Do 1585 ao 1592, antes de Shakespeare se mudar para Londres, não se sabe qual era sua ocupação principal.

Alguns estudiosos argumentam que ele ensinou e viagem para metade da Europa. Outros que ajudaram seu pai como aprendiz na loja de seu luver. Ainda outros que começaram a se aproximar do mundo da atuação guardando o cavalli de cavalheiros na entrada de alguns teatros.

Eles podem ser considerados 'anos perdidos', mas muito provavelmente √© a partir desses momentos de experimenta√ß√Ķes, tentativas, pausa e observa√ß√Ķes que seu talento foi capaz de desenvolver.

O que é certo, de fato, é que, no final desse período, Shakespeare começou a scrivere.

Portanto, pare de se chicotear se agora mesmo sentir que sua vida n√£o est√° indo a lugar nenhum. Seu caminho nem sempre ser√° linear.


Veja bem, não estou sugerindo que você se entregue à preguiça e ao fanismo desenfreado, mas não espere ter ideias claras sobre cada pequeno detalhe de seu futuro. Não espere saber sempre e perfeitamente, sem falhar, qual caminho você deve seguir.

O caminho para a nossa realiza√ß√£o tamb√©m √© feito de 'Vazio', de persegui√ß√Ķes e momentos em que usamos experi√™ncias aparentemente confusas para adquirir mais habilidades e ter ideias mais claras sobre n√≥s mesmos, nossos talentos e nossos verdadeiros objetivos.


O que devemos estar sempre acompanhados não é a rigidez de manter um rumo que talvez nos deixe infelizes, mas o curiosidade, a vontade de crescer, a disponibilidade para nos reinventar e começar de novo, o coraggio tentar.

"Nossas d√ļvidas s√£o traidoras que muitas vezes nos fazem perder aqueles bens que poder√≠amos obter, s√≥ porque n√£o temos coragem de tentar."

No novo ano, dê a si mesmo a chance de cometer erros e perder algum tempo explorando.

Seja amigo de reis e fique bêbado

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

"Nós sabemos quem somos, mas não o que poderíamos ser."

Shakespeare leu, observado e especialmente Ouvido muito muito.

As palavras do povo do povo, o storie de viajantes, baladas populares. Ele estava sempre pronto para ser alcançado e inspirar de alguma ideia que ele pudesse retrabalhar e transformar em trabalho.

Da mesma forma, um mente aberta ed elastica permite-nos interceptar mais rapidamente tendências, oportunidades e pessoas que podem nos aproximar de nossos objetivos.

No ano novo aprenda a ouvir mais.

  • Prolongue a sua viagem at√© conhecidos.
  • Confrontar com profissionais que tamb√©m pertencem a outros setores.
  • Saiba mais t√≥picos voc√™ nunca explorou.

Quanto a Shakespeare, foram alguns amigos muito poderosos, pertencentes a áreas muito diferentes, que permitiram que ele chegasse a se apresentar diante do rainha Elizabeth, entrando em suas graças.

Na próxima dificuldade ... faça um tour

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

"N√£o h√° noite que n√£o veja o dia."

A vida de Shakespeare certamente n√£o foi f√°cil.

Basta pensar que, além do tragédias familiares, como a morte de seu filho de XNUMX anos, em algum momento de sua carreira, Londres caiu de joelhos por sobre e todos os teatros da capital permaneceram fechado Para mim sim.

Naquela conjuntura, a fim de continuar ganhando a vida, Shakespeare e sua empresa decidiram organizar um tour fora de Londres até que foi possível atuar novamente na capital inglesa.

Assim, eles mantiveram a empresa viva, viajaram e adquiriram muitos novos conhecidos.

No que nos diz respeito, vivemos uma √©poca hist√≥rica em que a peste √© a √ļltima das nossas preocupa√ß√Ķes, mas mesmo no nosso caso, h√° momentos da nossa vida em que, mesmo que nos comprometamos com todas as nossas for√ßas, algo fica errado. lateralmente e parece nos impedir de seguir em frente.

Estes s√£o os momentos em que realizamos duas coisas importantes:

  1. Se nosso objetivos nós realmente nos importamos.
  2. Sobre o que pano nós somos feitos.

No novo ano, em face das inevit√°veis ‚Äč‚Äčinvestidas de azar, n√£o previd√™ncia:

  • Mude sua abordagem, mas continue perseguindo seus sonhos.
  • Pergunte a si mesmo como piorar ainda mais a situa√ß√£o em que voc√™ se encontra (e ent√£o fa√ßa exatamente o oposto)
  • Pense sobre o que voc√™ recomendaria para um amigo que ele estava na mesma situa√ß√£o que voc√™.

Determinação de longo prazo e flexibilidade de curto prazo é um dos hábitos que nos aproximam de nossos objetivos.

Aprenda e improvise

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

"Nada vai sair do nada."

A era em que Shakespeare viveu e trabalhou é semelhante à nossa em termos deinovação trabalhando.

Quando começou a atuar, essa profissão ainda não estava bem codificada e não havia um curso preciso.

Mas Shakespeare ainda fez seu caminho.

Ele começou colocando lado a lado como "AprendizAlguns atores, aprendendo tudo que podia.

Ao longo de sua vida, ele nunca parou de observar, melhorar e aprender com qualquer pessoa próxima.

Ele foi confrontado com profissionais de todas as idades e ele tirou o melhor que p√īde de cada situa√ß√£o.

Por exemplo, ele usou sua experiência de ator no palco para tornar sua carreira mais eficaz escritor.

Chegava a mudar mesmo no √ļltimo momento das piadas ou nas jun√ß√Ķes dram√°ticas, se via que havia algo que N√£o funcionou.

Chegou ent√£o o momento em que os pr√≥prios teatros mudaram de forma: pela primeira vez foram constru√≠dos com um fechamento superior que lhes permitia representar os espet√°culos mesmo com mau tempo, introduzir efeitos especiais especiais e atrair um p√ļblico muito menor.

De certa forma, isso metamorfosi é análogo à situação que vivemos no que diz respeito ao desenvolvimento tecnológico, e a todos Novas oportunidades profissionais relacionados.

Se você tem um objetivo, mas não está claro sobre o caminho que pode seguir para alcançá-lo, não fique preso.

Procure oportunidades para ajudar alguém que já está fazendo o que você quer, um mentor.

Depois de se tornar um "aprendiz", aprenda tudo o que puder.

E, como Shakespeare, seja sempre ágil e pronto para improvisar, um Correggerti em andamento, para tentar novas técnicas (ou tecnologias) e novas formas de trabalhar.

Faça desta abordagem o seu guia para o novo ano.

Não se importe se eles te chamarem de "selvagem bêbado"

Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos

“Deixe a dor se transformar em raiva. Não extinga o ímpeto do coração, inflama-o. "

Um selvagem bêbado: é assim que é Voltaire Shakespeare definido.

Para ser preciso, ele disse que Hamlet foi obra de um selvagem bêbado.

Em outra ocasião também Georg Bernard Shaw ele esmagou fortemente Cimbellino.

E, como mencionei acima, no início de sua carreira as pessoas mostravam claramente que apreciavam seus poemas mais do que suas peças.

Então, se até mesmo Shakespeare tivesse seu próprio detratores e seus odiadores e mal-entendidos, podemos nos tranquilizar.

Vamos evitar o perfeccionismo e parar de querer agradar a todos. Vamos nos livrar da obsess√£o com julgamento de outros.

Você sabe o que realmente é decisivo para realizar seus sonhos?

Não o aprovação de tudo menos o apoiar verdadeiros fãs do seu trabalho e do seu amor próprio.

Adicione um coment√°rio do Shakespeare e os 7 h√°bitos que nos aproximam de nossos objetivos
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load