Será que ganhar muito dinheiro nos deixará tão felizes?

Quem sou
Louise Hay
@louisehay
FONTES CONSULTADAS:

wikipedia.org

Autor e referências
Conheci essa história, navegando na net aqui e ali e me parece muito significativo no que diz respeito ao tema que quero abordar neste post: - Há muitos anos, um rico empresário decide se mudar para viver em uma pequena ilha da Polinésia, ele quer aproveitar sua merecida aposentadoria, depois de muitos anos de estresse e trabalho árduo acumulando riquezas. Ele fica animado com a ideia de morar nesta ilhota, onde é dito que a pesca é maravilhosa. Ele gosta de pescar. Ele costumava pescar como hobby quando era jovem, mas depois abandonou por motivos de trabalho.
Assim, no primeiro dia na ilha, ele toma o café da manhã e se dirige prontamente para a praia. São cerca de 9 da manhã. Uma vez lá, ele vê um pescador local voltando para a costa com uma grande cesta cheia de peixes.
"Há quanto tempo você está pescando para pegar todos esses peixes?" Ela pergunta a ele.
- O polinésio olha para o seu interlocutor com um sorriso e responde com simpatia que ele, em média, pesca cerca de três horas por dia. O empresário pergunta por que ele volta tão cedo e não fica pescando para pegar mais peixes?
“Não preciso”, responde o pescador, “Sempre tem muito peixe por aí”.
Surpreso, o empresário pergunta por que ele não fica pescando para pegar muito mais peixes.
- O polinésio explica pacientemente a ele que regularmente captura todos os dias apenas os peixes de que ele e sua família precisam para sobreviver.
- “Para poder dedicar o resto do dia à minha família, aos meus amigos, quem sabe para tomar uma cerveja com eles. E quando estou cansada vou relaxar na praia ”.
Agora o empresário sente a necessidade de educar esse jovem e simples pescador polinésio. Ele explica que se ele passar o dia todo pescando, ele pega muito mais peixes, então pode revender depois. Com o dinheiro que ganha, pode comprar um barco maior e pescar muito mais. Ele pode, assim, continuar a reinvestir os lucros, contratar funcionários, talvez abrir uma indústria de conservas de peixe, até mesmo abrir o capital, um dia depois. Então, ele explica, depois de 30 ou 40 anos ele será rico.
O polinésio olha para ele perplexo, pensa em tudo que lhe foi dito e depois pergunta: "Sei que depois de tantos anos de trabalho eu ficaria rico, mas aí, com todo esse dinheiro, o que eu faria?"
O empresário responde com um sorriso, convencido de ter ajudado concretamente o jovem a comprometer-se com o seu futuro: “Bem… parece-me óbvio que farás o que todos no meu mundo sonham e pelo qual trabalham arduamente. Você irá para uma pequena ilha do Pacífico Sul, poderá passar um tempo com sua família, tomar uma cerveja com os amigos todos os dias e quando quiser irá para uma bela praia para relaxar. "
O jovem olha para ele cada vez mais perplexo e diz: “Não entendo, devo trabalhar tanto todos esses anos com o objetivo, talvez no fim da minha vida, de ir para uma ilha como esta para morar como estou vivendo agora? Nós todos sabemos o dinheiro não faz "felicidade" ... ou sim ?! Provavelmente é apenas um clichê, já que a maioria das pessoas se comporta como se o dinheiro fosse unse não il único indicador de felicidade. Tanto que a equação que parece estar por trás de quase todas as atividades, escolhas e / ou projetos é: dinheiro = sucesso = felicidade. Mas falemos com clareza, muitas vezes e independentemente do país em que vivemos ou do atual governo, ter dinheiro significa: fazer o que queremos, quando queremos e como queremos. Sem dúvida, esse poder ou sentimento de liberdade quase ilimitada pode ser atraente para a maioria. De qualquer forma, por que a taxa de suicídio entre os ricos é tão alta? Muitos estudiosos mostraram em suas pesquisas que a relação entre dinheiro e felicidade não é tão forte quanto se pensava. Embora tantos passem a vida inteira sonhando em um dia ser ricos e ganhar na loteria, o dinheiro provavelmente não é a fonte mais segura de felicidade, afinal. Simplesmente porque a renda econômica é sempre relativa. Isso significa que as necessidades humanas estão aumentando continuamente, de modo que a renda de ontem, que mal era suficiente amanhã, será insuficiente, e assim por diante. Quanto mais dinheiro entra em nossa conta, mais sai, porque nos tornamos parte de diferentes círculos e elites que, inconscientemente, nos obrigam a mudar nosso estilo de vida. Além disso, para ganhar mais dinheiro mais horas terão de ser trabalhadas e, portanto, o tempo que podemos dedicar às pessoas que amamos e a nós mesmos será reduzido consideravelmente. Desta forma, é muito provável que em breve nos tornemos vítimas de estresse, ansiedade e assim por diante ... Um estudo de psicologia de 1998 avaliou a felicidade de algumas pessoas durante sua jornada normal de trabalho. A cada 25 minutos, um total de 374 trabalhadores das mais diversas profissões foi solicitado a considerar o quão felizes estavam. Obviamente, a relação entre o dinheiro ganho e o nível de felicidade era tão mínima que nem mesmo era levada em consideração, estatisticamente falando. Infelizmente, existem muitas pessoas que passam a vida inteira escravizadas por falsos ideais, como os inspirados pelo dinheiro. Quando chegam ao final da jornada, percebem que a felicidade é antes um estado de espírito interno, uma condição em que amamos quem somos e aqueles que estão próximos de nós. Mas talvez naquele momento já seja tarde demais, então ... o que fazer todos os dias para que a felicidade não nos escape?



Adicione um comentário do Será que ganhar muito dinheiro nos deixará tão felizes?
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.