Pessoas que esquecem s√£o mais espertas

Pessoas que esquecem s√£o mais espertas

√Äs vezes dizemos que uma pessoa √© inteligente porque √© capaz de se lembrar dos detalhes necess√°rios na hora certa. Essas pessoas fornecem informa√ß√Ķes importantes ou um procedimento perfeito para resolver um problema no momento em que ele √© mais necess√°rio.

N√£o h√° d√ļvida de que a mem√≥ria, a capacidade de lembrar, desempenha um papel importante na intelig√™ncia. Sem mem√≥ria de trabalho n√£o poder√≠amos lembrar todos os dados necess√°rios para resolver um problema e sem mem√≥ria de longo prazo, n√£o poder√≠amos recuperar as estrat√©gias que j√° funcionaram no passado e us√°-las criativamente para encontrar novas solu√ß√Ķes.



No entanto, os neurocientistas explicam que a capacidade de esquecer também desempenha um papel essencial na inteligência. Embora pareça estranho, para resolver problemas de forma rápida e original precisamos tanto da memória quanto do esquecimento.

A capacidade do seu cérebro de esquecer também é um sinal de inteligência

Um estudo realizado na Universidade de Toronto revela que ser esquecido também pode ser um sinal de inteligência. Esses neurocientistas analisaram o papel da memória e do esquecimento, chamados de persistência e transitoriedade, respectivamente, na capacidade de resolver problemas.

Assim, conclu√≠ram que tanto a persist√™ncia como a transitoriedade s√£o essenciais para a intelig√™ncia, entendida como a capacidade de resolver problemas movendo-se pela riqueza dos conhecimentos adquiridos, de forma a permitir-nos encontrar rapidamente as informa√ß√Ķes relevantes para o problema que temos de resolver.

Segundo esses neurocientistas, um dos principais objetivos da mem√≥ria √© otimizar a tomada de decis√Ķes. Mas o esquecimento √© um elemento essencial para que o c√©rebro tamb√©m se concentre no que realmente importa em rela√ß√£o ao problema espec√≠fico.

De fato, nos √ļltimos anos, descobriu-se que existem mecanismos cerebrais inteiramente dedicados ao esquecimento, o que significa que nossa mem√≥ria est√° continuamente se reorganizando, armazenando novas informa√ß√Ķes e apagando o que n√£o precisamos mais ou usamos.



A elimina√ß√£o de conex√Ķes sin√°pticas entre neur√īnios √© um mecanismo que permite que as informa√ß√Ķes sejam reescritas, estabelecendo novas vias neuronais. Isso explica por que os beb√™s esquecem tanto, j√° que seu hipocampo produz continuamente novos neur√īnios que permitem que as informa√ß√Ķes sejam "sobrescritas". Novas autoestradas da informa√ß√£o s√£o criadas em seus c√©rebros o tempo todo, algumas das quais eliminam as antigas.

Essa capacidade de "sobrescrever" informa√ß√Ķes, que implica em esquecimento, facilita a tomada de decis√Ķes e estimula a intelig√™ncia, pois nos permite generalizar eventos passados ‚Äč‚Äče presentes. Em intelig√™ncia artificial, esse fen√īmeno √© conhecido como regulariza√ß√£o e ajuda a criar modelos mais simples que priorizam informa√ß√Ķes essenciais, eliminando detalhes espec√≠ficos que n√£o s√£o relevantes.

Em outras palavras, o esquecimento nos permite ser mais eficientes ao apagar todos os detalhes irrelevantes para que possamos resolver os problemas com mais rapidez e efic√°cia. Portanto, √© importante n√£o s√≥ memorizar muitas informa√ß√Ķes, mas tamb√©m poder "limpar" de vez em quando, para poder se movimentar mais facilmente dentro desse ac√ļmulo de conhecimento, encontrando rapidamente os dados e procedimentos. referido, precisamos resolver o problema que enfrentamos.


Portanto, se voc√™ √© uma pessoa um pouco esquecida, n√£o deve considerar isso como algo negativo, significa que seus mecanismos de ‚Äúsobrescrever‚ÄĚ e apagar funcionam muito bem. Voc√™ apenas tem que aprender a tirar vantagem disso.


 

Adicione um coment√°rio do Pessoas que esquecem s√£o mais espertas
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load