Perguntas indiscretas: como reagir

Quem sou
Robert Maurer
@robertmaurer
FONTES CONSULTADAS:

wikipedia.org

Você está almoçando na casa de um amigo e de repente alguém lhe faz uma pergunta indiscreta, impertinente ou inadequada. A mordida que você acabou de engolir ficou presa na sua garganta, você olha para aquela pessoa e se pergunta como ela poderia ter feito essa pergunta. Esta é uma situação bastante comum em que todos nós nos encontramos pelo menos uma vez. Por que as pessoas fazem esse tipo de pergunta? E, mais importante, como responder?

Investigando as causas que geram as perguntas inadequadas

Uma das raz√Ķes mais √≥bvias pelas quais as pessoas fazem perguntas rudes ou inadequadas √© que elas n√£o percebem. Por mais estranho que possa parecer, existem muitas pessoas que n√£o t√™m sensibilidade social e podem levantar quest√Ķes a qualquer momento que est√£o totalmente fora do lugar. Essas pessoas n√£o s√£o caracterizadas pela empatia e n√£o percebem que certos coment√°rios ou perguntas podem ferir profundamente a suscetibilidade dos outros.



Outra possibilidade é que essas pessoas não compartilhem dos mesmos valores que nós. Por exemplo, há pessoas para quem falar sobre sexo com estranhos é perfeitamente normal, mas outras consideram esse assunto um tabu. Se a outra pessoa não o conhece bem e não sabe quais são seus tópicos tabu, ela corre o risco de fazer uma pergunta que pode ser intrusiva ou inadequada.

Outro motivo pode ser uma atitude desafiadora. Ou seja, a pergunta em si n√£o √© muito importante porque √© feita com o √ļnico prop√≥sito de fazer voc√™ entender que ela entende perfeitamente o que voc√™ considera socialmente aceit√°vel, mas essa pessoa n√£o se importa. Nestes casos, √© um claro desafio. Uma terceira possibilidade √© a simples vontade de irritar, expressar raiva ou hostilidade em rela√ß√£o a voc√™; sentimentos que podem ser conscientes ou inconscientes. Um exemplo cl√°ssico √© quando seu parceiro est√° com ci√ļme e nunca perde a chance de fazer perguntas rudes ou inadequadas na frente de outras pessoas. Ou quando uma pessoa sente inveja e tenta fazer voc√™ parecer mal.



Por fim, outro motivo que pode levar a questionamentos inadequados ou inadequados est√° no mecanismo de identifica√ß√£o com o agressor. Ou seja, a pessoa ao inv√©s de sentir compaix√£o pela v√≠tima, identifica-se com o agressor e assume sua posi√ß√£o. Como ela mesma foi v√≠tima em certas ocasi√Ķes, ela assume o papel de agressora junto aos outros e faz esse tipo de pergunta para coloc√°-los em uma posi√ß√£o inc√īmoda. Obviamente, esta √© uma atitude tomada de forma inconsciente. O que fazer?

  1. Mantenha suas rea√ß√Ķes sob controle. √Č normal mostrar surpresa, pois essas perguntas normalmente nos pegam desprevenidos, mas √© melhor tentar controlar suas emo√ß√Ķes, pois ficar nervoso ou envergonhado s√≥ adicionar√° mais estresse √† situa√ß√£o.
  1. Reserve alguns segundos para pensar no que responder. Não te precipites a responder, não te precipites a pensar no que vais dizer e, sobretudo, a decidir se pretendes responder à pergunta. Lembre-se de que você não precisa dar uma resposta.
  1. Seja honesto. Mentir nunca é um bom conselheiro. Se você decidir responder, é melhor dizer a verdade. Se você decidiu não responder, apenas sorria e diga algo como: "Prefiro não responder." No entanto, seria melhor encontrar uma desculpa engraçada para relaxar a tensão, esquecendo a pergunta intrometida e rindo dela.
  • 27-
Adicione um coment√°rio do Perguntas indiscretas: como reagir
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.