Perder peso em grupo é melhor. E funciona

Quem sou
Louise Hay
@louisehay
FONTES CONSULTADAS:

wikipedia.org

Autor e referências



No começo, era Jean Nidetch, dona de casa dos anos sessenta lutando com os quilos extras, que, ao se tornar um empresário, trouxe o Metodo Vigilantes do Peso (literalmente "as sentinelas de peso"). O que resta de sua ideia de que a chave para ter sucesso na perda de peso é faça dieta com outros e se sente "supervisionado"? Muito.

Grupos de perda de peso em hospitais, centros especializados, associa√ß√Ķes, que ao longo dos anos viu os pedidos se multiplicarem. Mas tamb√©m blogs, f√≥runs e comunidades, com iniciativas espont√Ęneas de agrega√ß√£o entre aspirantes magros que n√£o querem mais se sentir solit√°rios e tristes diante de um prato de salada.


O mais famoso entre os habitantes da cidade, Perder peso juntos.forumfree, tem mais de 140.000 visitas, mais de 1300 usu√°rios e 1200 discuss√Ķes sobre o tema. Possui uma regulamenta√ß√£o r√≠gida e uma finalidade espec√≠fica: perder peso com sa√ļde. Ao contr√°rio de outros, que chegam ao ponto de propor perigosas "competi√ß√Ķes de peso", nos moldes do reality show americano The Biggest Loser, em que o competidor que emagrece mais r√°pido ganha dinheiro. Os riscos? "Dietas restritivas, frustra√ß√Ķes que resultam em farras e s√≠ndrome do yo-yo, com uma recupera√ß√£o repentina dos quilos perdidos ¬Ľ, comenta o Dr. Emanuel Mian, psic√≥loga e psicoterapeuta especialista em transtornos alimentares.



Luzes e sombras do mundo virtual

¬ęGrupos online podem ajudar se os quilos a perder s√£o poucos, se os participantes s√£o saud√°veis ‚Äč‚Äče ningu√©m sofre, ou sofreu, de dist√ļrbios alimentaresContinua o especialista. ‚ÄúMas se n√£o houver moderador cient√≠fico e houver um sublinhado quase obsessivo do "peso" dos dados num√©ricos, √© melhor ficar longe disso. Fique atento tamb√©m para quem quer vender alguma coisa. Suplementos, principalmente. Desconfie de qualquer pessoa que invente um apelido, sem nome e sobrenome ‚ÄĚ, recomenda o Dr. Mian.


O louvável em vez disso iniciativas de alguns ex-obesos que criaram grupos no Facebook compartilhar receitas culinárias específicas para quem já passou por cirurgias para emagrecer, como o "Buono e bariatrico" ou o "Bistrot bariatrico".


O exemplo de Casalecchio di Reno

Mesmo no mundo real, entretanto, o velhas "terapias de grupo" evolu√≠ram. ‚ÄúEles n√£o s√£o mais apenas uma oportunidade de compartilhar e socializar, levar a a√ß√Ķes concretas: por exemplo, o in√≠cio daquela atividade f√≠sica que voc√™ n√£o faria sozinho ‚ÄĚ, explica a m√©dica Villa Evelina, psic√≥loga e psicoterapeuta respons√°vel pelo projecto ‚ÄúPerder peso juntos‚ÄĚ da Polisportiva Masi de Casalecchio di Reno, em colabora√ß√£o com a C√Ęmara Municipal e a autoridade sanit√°ria local Bologna Sud, dirigida a pessoas com v√°rios graus de excesso de peso.

¬ęO projecto existe h√° anos mas nos √ļltimos tempos, os pedidos aumentaram, tanto que deve ser estabelecido um n√ļmero m√°ximo de participantes (15 por grupo), o que √© essencial para garantir a efic√°cia. O programa oferece itiner√°rios com dura√ß√£o de um quarto e inclui reuni√Ķes de grupo moderadas por profissional, de aproximadamente uma hora e meia, uma vez por semana, e sess√Ķes de grupo na academia, com instrutores qualificados ¬Ľ, continua o especialista.


¬ęO feedback √© muito positivo, especialmente no frente da conscientiza√ß√£o alimentar. Todos os anos ajudamos at√© 40 pessoas, que alcan√ßam o meta de perda de peso estabelecida: quem tem √≠ndice de obesidade consegue perder at√© 10-20 quilos ¬Ľ.


O exemplo de merano

Em Terme Merano, nas colinas do Tirol do Sul, o Projeto ‚ÄúViver com mais leveza‚ÄĚ teve tantos pedidos de ades√£o que decidiu dar as boas-vindas a novos participantes depois de o caminho j√° ter come√ßado.

¬ęCome√ßou em fevereiro, vai terminar em outubro, mas ainda h√° tempo para registrar. O programa inclui um curso de exerc√≠cios e nutri√ß√£o de 9 meses, com o apoio de especialistas, na academia, na √°gua e nos laborat√≥rios do spa¬Ľ, Diz o m√©dico Salvatore Lo Cunsolo, diretor m√©dico de Terme Merano. ¬ęDestina-se a maiores de 16 anos com uma √≠ndice de massa corporal maior que 25residentes ou n√£o, que entendam a l√≠ngua alem√£. Nos encontramos duas vezes por semana para praticar aulas de gin√°stica e preparar refei√ß√Ķes saud√°veis ‚Äč‚Äčjuntos. A h√° 35 participantes por grupo: no final perdem em m√©dia 7 quilos, mas sobretudo aprendem um novo estilo de vida ¬Ľ.



Os herdeiros da Sra. Nidetch

E os velhos Vigilantes do Peso da Sra. Nidetch? Desde 2006 o pa√≠s n√£o existe mais. Continuar o m√©todo e prometer fazer desaparecer um quilo por semana seguindo a dieta mediterr√Ęnea, existem consultores de bem-estar de peso. Eles transformaram as antigas "reuni√Ķes" em locais mais ativos, nos quais eles tamb√©m trocam dicas pr√°ticas e receitas. 1000 a 1500 pessoas recorrem a eles todos os anos para perder peso na companhia.


¬ęAs reuni√Ķes de grupo s√£o essenciais: n√≥s os chamamos de ‚ÄúCompromissos que fazem a diferen√ßa‚ÄĚEle explica Rosa Bavetta, Conselheiro nutricional Weight Wellness em Mil√£o e Monza. ‚ÄúDurante essas ocasi√Ķes dificuldades, obst√°culos, problemas s√£o compartilhados, que s√£o mais comuns do que se pensa ¬Ľ.

Eles são semanais, eles duram uma hora cada e ocorrem em locais espalhados por todo o país (para encontrar aquele mais próximo da bem-estar de peso).


Caminhos para o hospital

Se o problema forobesidade (índice de massa corporal maior que 30), recomenda-se um curso hospitalar, como o proposto pelo Irccs Auxological Institute of Piancavallo (Verbania).

¬ęNossos programas de grupo s√£o inspirados por um dos princ√≠pios fundamentais da dieta mediterr√Ęnea: o conv√≠vio¬ĽExplica o professor Gianluca Castelnuovo, psic√≥logo e psicoterapeuta. ¬ęAs dietas muitas vezes falham porque se baseiam na priva√ß√£o: o grupo ajuda a redescobrir o lado agrad√°vel de comer bem".

Como funciona? ‚ÄúUma equipa multidisciplinar (endocrinologista, psic√≥logo, nutricionista e outros) faz o diagn√≥stico e, dependendo do caso, pode encaminhar para cursos di√°rios (ambulatoriais) ou de longa dura√ß√£o, com interna√ß√Ķes de 40 dias ‚ÄĚ, explica a especialista. "O psic√≥logo modera as reuni√Ķes semanais do grupo. A parte motora do programa inclui v√°rias atividades, da bicicleta ergom√©trica √† caminhada ao ar livre, sempre juntos. Os participantes s√£o mil todos os anos. O servi√ßo, na presen√ßa de um diagn√≥stico de obesidade, √© fornecido em acordo com o Servi√ßo Nacional de Sa√ļde (em regime de ambulat√≥rio paga-se um bilhete de 66 ‚ā¨ para quem n√£o est√° isento) ‚ÄĚ.




As propostas das associa√ß√Ķes

Existem tamb√©m grupos de ‚Äúauto-ajuda e ajuda m√ļtua‚ÄĚ, que n√£o requerem a presen√ßa de m√©dicos ou psic√≥logos: O moderador √© um participante (atualmente ou anteriormente sob cuidados).

O Associa√ß√£o nacional emagrecer juntos Onlus organiza encontros semanais (dura√ß√£o 90 minutos) em Friuli Venezia Giulia e Veneto e, em alguns per√≠odos, tamb√©m em outras Regi√Ķes (andienonsolo / onde-estamos / nossos-grupos /).

Os grupos deAssociação de Amigos Obesos, por outro lado, são dedicados a quem tem problema de obesidade: são gratuitos e podem ser compostos por pessoas que eles ainda não iniciaram nenhum processo de tratamento ou que já perderam peso. A duração é de aproximadamente duas horas.



√Āudio v√≠deo Perder peso em grupo √© melhor. E funciona
Adicione um comentário do Perder peso em grupo é melhor. E funciona
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.