Pare de fumar, como se preparar

Pare de fumar, como se preparar

Quando uma pessoa se prop√Ķe a parar de fumar, al√©m de aplicar as medidas corretas para superar o v√≠cio f√≠sico, deve tamb√©m investigar os reais motivos que levaram ao v√≠cio e o significado que o tabaco assumiu em sua vida.

Pare de fumar, como se preparar

Última atualização: 17 março 2020

Muitas vezes não é possível manter-se firme na decisão de parar de fumar. Isso porque você não tem o preparo psicológico adequado: a vontade pode ser grande, mas as estratégias são fracas. Talvez não haja clareza sobre os motivos do engajamento ou falta de convicção diante dos benefícios de deixar de fumar.



A depend√™ncia do tabaco √© f√≠sica, mas tamb√©m psicol√≥gica. Voc√™ n√£o fuma apenas por h√°bito, existem raz√Ķes por tr√°s dessa a√ß√£o que poder√≠amos ignorar. O cigarro, embora nocivo, tamb√©m oferece um estado de bem-estar e uma forma de al√≠vio, ainda que moment√Ęneo. Parar de fumar, portanto, tamb√©m significaria n√£o sentir mais esses benef√≠cios.

A nicotina √© uma subst√Ęncia altamente viciante e abandon√°-la exige esfor√ßo, mas em muitos casos tamb√©m √© um exerc√≠cio mental. No entanto, nem tudo depende de aspectos fisiol√≥gicos. Quando uma pessoa come√ßa a fumar, desenvolve toda uma s√©rie de comportamentos e atitudes que giram em torno do tabaco. Isso significa que at√© mesmo parar de fumar tem todo um andaime por tr√°s desse comportamento.

O hábito de fumar pode estar associado a contextos sociais ou à solidão, no horário pós-almoço, ao estresse, etc. Assim, um exercício inteligente poderia ser reduzir, na medida do possível e principalmente nos primeiros dias, a exposição a esses contextos.

Tenha cuidado com seu corpo. √Č o √ļnico lugar que voc√™ tem para viver.

-Jim Rohn-

As raz√Ķes pelas quais voc√™ fuma

O psicanalista Gustavo Chiozza faz uma interessante an√°lise dos motivos do tabagismo e dos motivos que levam √† intoler√Ęncia aos fumantes, t√£o difundida nos dias atuais. Para ele, o tabaco √© uma esp√©cie de "alimento espiritual" para o fumante. Ele argumenta que isso vem n√£o tanto da fuma√ßa em si, mas da excita√ß√£o que vem com ela.



Informe que um grande n√ļmero de pessoas come√ßa a fumar durante a puberdade e adolesc√™ncia e geralmente o faz ‚Äúroubando‚ÄĚ cigarros dos pais ou de outros adultos. Nesse sentido, o tabagismo tem sua origem em uma forma de transgress√£o. Em um sentido simb√≥lico, o fogo √© roubado, como fez Prometeu para ser como os deuses. Nos adolescentes esse ato equivale a entrar no mundo dos adultos.

Esse roubo inicial, essa entrada no mundo dos adultos, tamb√©m gera um sentimento de culpa inconsciente, que hoje se agrava com a intoler√Ęncia aos fumantes, disseminada em quase todos os lugares. Quando essa forma de transgress√£o e o sentimento de culpa est√£o associados a uma forte tens√£o com o mundo adulto, aumenta o desejo de fumar e a autopuni√ß√£o tamb√©m. Assim surge a compuls√£o, da qual √© muito dif√≠cil se livrar.

Os motivos para parar de fumar

Falando do ponto anterior, uma esp√©cie de ansiedade, culpa e autopuni√ß√£o coexistem no fumante. Muitas vezes tudo isso se origina na adolesc√™ncia, per√≠odo em que o tabaco √© simbolicamente uma declara√ß√£o de entrada no mundo dos adultos. Se o mundo adulto √© rejeitado ou gera tens√Ķes muito fortes, o h√°bito de fumar adquire ra√≠zes mais profundas.

Por fim, por mais absurdo que pareça, fuma-se para afirmar sua identidade. E enquanto você diz isso, desencadeia o sentimento de culpa. Em quase todos os fumantes há principalmente sentimentos de ansiedade e culpa, combinados com o sentimento de confirmação que advém da ação de fumar. Algo agradável e gratificante, mas ao mesmo tempo autodestrutivo.


As raz√Ķes para parar de fumar s√£o t√£o importantes quanto as raz√Ķes para usar o tabaco. Se o motivo √© uma censura, inconscientemente representa o retorno ao sentimento dos limites impostos pelos adultos na inf√Ęncia. Por isso, muitas pessoas falham em tentar parar de fumar: no fundo, elas o vivenciam como uma submiss√£o de sua pr√≥pria rebeldia e como um "ser de desist√™ncia".



A preparação psicológica

Estima-se que cerca de 60% dos fumantes tentarão parar de fumar em algum momento da vida, mas apenas 10% conseguirão de fato. Na maioria dos casos isso se deve a uma força inconsciente que acaba prevalecendo sobre os motivos racionais que levaram a parar de fumar.

Pode ser uma boa ideia ir al√©m das estrat√©gias de cessa√ß√£o do tabagismo frio e come√ßar a entender as consequ√™ncias do tabagismo em sua vida pessoal. Especificamente, √© muito √ļtil lembrar os est√°gios iniciais da aquisi√ß√£o do v√≠cio. Em que circunst√Ęncias isso aconteceu? Que sensa√ß√Ķes o fumo despertou? Que sensa√ß√Ķes desperta agora? Quando sentimos mais a necessidade de fumar?

Obviamente, a depend√™ncia do tabaco tem uma componente f√≠sica muito forte e j√° existem muitos m√©todos eficazes para a gerir do ponto de vista org√Ęnico. O que √†s vezes falta √© a motiva√ß√£o para abandonar o h√°bito. Analisar o que o cigarro representa em nossas vidas pode nos ajudar a entender a ess√™ncia autodestrutiva do v√≠cio. E talvez tamb√©m pudesse gerar em n√≥s um desejo mais forte: o de n√£o nos machucarmos mais.


Adicione um coment√°rio do Pare de fumar, como se preparar
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load