O botox pode reduzir a experiência emocional?

    O botox pode reduzir a experiência emocional?

    Voc√™ ri porque est√° feliz ou est√° feliz porque ri? Essa sempre foi uma quest√£o central na hist√≥ria da Psicologia das Emo√ß√Ķes.

    Darwin considerou os experimentos faciais vitais para experimentar emo√ß√Ķes. William James mais tarde continuou a desenvolver essa ideia e, atualmente, Dam√°sio afirma que as emo√ß√Ķes e suas express√Ķes faciais correspondentes est√£o intimamente relacionadas, influenciando umas √†s outras. o botox (botox), que hoje √© utilizado por milh√Ķes de pessoas para reduzir rugas, leva √† paralisia da musculatura envolvida na manifesta√ß√£o das express√Ķes faciais. Um estudo recente desenvolvido pela Universidade de Wisconsin-Madison sugere que o uso de botulinum (botox) reduz a qualidade das experi√™ncias emocionais. Dadas as enormes repercuss√Ķes que essa afirma√ß√£o pode ter, vale a pena dar uma olhada neste estudo. Os pesquisadores manipularam as express√Ķes faciais de uma forma muito engenhosa e simples: os participantes do experimento foram convidados a sorrir enquanto seguravam um l√°pis entre os dentes ou entre os l√°bios. Onde est√° a diferen√ßa? Quando o l√°pis √© apoiado pelos dentes, os m√ļsculos da face podem ser inervados com maior facilidade e facilidade, enquanto quando pressionado entre os l√°bios n√£o √© poss√≠vel produzir um sorriso com a mesma facilidade. Observou-se, assim, que a forma como o l√°pis foi segurado influenciou na leitura de frases de conte√ļdo emocional. O tempo de leitura das frases que descrevem situa√ß√Ķes agrad√°veis ‚Äč‚Äčfoi menor quando os participantes sorriram do que quando n√£o conseguiram sorrir. Esse fen√īmeno foi revertido quando as frases eram de conte√ļdo desagrad√°vel. Desse modo, pode-se dizer que a compreens√£o de frases est√° relacionada √†s express√Ķes faciais das pessoas, dependendo de qu√£o bem os conte√ļdos s√£o ou n√£o compreendidos. Mas ... de onde vem essa ideia? Pesquisas anteriores mostraram que o simples fato de ler palavras que descrevem emo√ß√Ķes ativa os m√ļsculos faciais envolvidos na express√£o de uma determinada emo√ß√£o. Por exemplo, ler palavras com conte√ļdo emocional negativo faz com que a √°rea entre as duas sobrancelhas se contraia, fazendo com que as sobrancelhas se juntem, enquanto a leitura de palavras com conte√ļdo emocional positivo ativa a √°rea da ma√ß√£ do rosto, fazendo com que as pontas dos l√°bios se fechem. Levante para quebrar um sorriso. Esses resultados argumentam a favor de express√Ķes faciais involunt√°rias que evocam emo√ß√Ķes e sugerem que os mecanismos cerebrais envolvidos na experi√™ncia de emo√ß√Ķes tamb√©m est√£o envolvidos na compreens√£o da linguagem. Seguindo o exemplo deste estudo, Havas recrutou 40 mulheres que desejavam se submeter √†s suas primeiras inje√ß√Ķes de botulinum (botox) como parte de um tratamento cosm√©tico. Essas mulheres foram solicitadas a ler frases que descrevessem situa√ß√Ķes felizes, tristes ou emocionalmente neutras. Em seguida, eles receberam uma inje√ß√£o de botulina no m√ļsculo da sobrancelha. √Č preciso dizer que o botox atua inibindo a libera√ß√£o de acetilcolina (neurotransmissor respons√°vel por enviar o impulso nervoso do c√©rebro aos m√ļsculos faciais para que se contraiam dependendo da emo√ß√£o vivenciada), o que leva √† paralisia dos m√ļsculos entre eles 24 e 48 horas. Normalmente este procedimento √© repetido entre 3 e 4 vezes ao m√™s e assim o m√ļsculo pode atrofiar, embora alguns especialistas afirmem que este efeito pode ser revertido. Duas semanas ap√≥s a inje√ß√£o, os participantes voltaram ao laborat√≥rio para ler outra lista de perguntas semelhantes √†s primeiras. Os resultados mostraram que, ap√≥s a aplica√ß√£o do botox, as mulheres l√™em as frases negativas de forma mais lenta, o que coincide com estudos anteriores. O tempo de leitura das frases com conte√ļdo neutro e emocionalmente positivo n√£o mudou (talvez porque nenhum botox foi injetado nas √°reas ao redor dos l√°bios). Nesse ponto, os pesquisadores determinaram que o aumento do tempo de leitura implicava em certo grau de paralisia do m√ļsculo da sobrancelha, dificultando a compreens√£o de conte√ļdos emocionais negativos. Assim, fica estabelecido que o feedback que ocorre ap√≥s as contra√ß√Ķes dos m√ļsculos faciais √© essencial para regular as experi√™ncias emocionais, mas a aplica√ß√£o de botox pode reduzir a capacidade de vivenciar emo√ß√Ķes positivas e negativas. No entanto, os pesquisadores alertam que essas descobertas s√£o apenas preliminares e que mais pesquisas ser√£o necess√°rias para chegar a dados conclusivos.



    Adicione um comentário do O botox pode reduzir a experiência emocional?
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.