Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes

Pelo escritor healthiergang , estudante de Medicina e Cirurgia.

Imprensa do ombro 

Lo Imprensa do ombro é um exercício de musculação, onde a carga é empurrada diretamente para cima. Muitas vezes é referido como Avanço lento, Imprensa militar o Imprensa aérea e várias ferramentas, como barra, halteres, kettlebell, bola de medicina ou saco de areia podem ser usados. Para analisar a execução correta do gesto vamos nos referir à variante sentada com o uso da barra, o clássico avanço lento.



Execução correta

O início vê a barra apoiada na clavícula, com a pegada um pouco mais larga do que os ombros e com os cotovelos voltados para baixo.

Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes

Neste ponto, a barra é levantada para cima trazendo-a sobre a cabeça e estendendo totalmente os cotovelos. Este é o movimento completo do exercício, ou seja, a ADM máxima (amplitude de movimento), excursão muscular que pode ser realizada.

M√ļsculos Envolvidos

Durante o exerc√≠cio muitos m√ļsculos s√£o estimulados: os delt√≥ides, ativados ao longo de toda a amplitude de movimento, Trap√©zio, Risers da esc√°pula e Romboides, cujo trabalho toca o √°pice entre 135 ¬į e 180 ¬į em abdu√ß√£o do √ļmero e os m√ļsculos tr√≠ceps braquiais (distens√£o do cotovelo) e feixes claviculares de o peitoral maior.

A partir deste ponto fixo, dependendo do tipo de treinamento que estamos realizando, da excurs√£o conjunta que queremos obter, da pegada na ferramenta e da pr√≥pria ferramenta, podemos tentar nossa m√£o em uma mir√≠ade de varia√ß√Ķes.

No fisiculturismo, onde voc√™ aponta para um hipertrofia principalmente dos delt√≥ides, o movimento pode ter um alcance reduzido, n√£o alcan√ßando a posi√ß√£o de travamento (cotovelos estendidos e travados acima da cabe√ßa), mas parando antes da interven√ß√£o massiva dos elevadores de esc√°pulas, portanto, aproximadamente 135 ¬į, ou seja, com o cotovelo ao n√≠vel da testa.



As cargas utilizadas s√£o importantes, principalmente com a barra. O uso de halteres envolve substancialmente um maior trabalho dos estabilizadores e um movimento que ao inv√©s de ser realizado no plano sagital (na frente da face) √© realizado no plano frontal (nas laterais da cabe√ßa). Os m√ļsculos envolvidos s√£o sempre os mesmos, mas h√° um √™nfase na cabe√ßa anterior do delt√≥ide. Pode ser feito em um banco ligeiramente inclinado ou em p√© (estilo militar).

Estudos eletromiogr√°ficos (que detectam ativa√ß√£o e envolvimento das cabe√ßas dos m√ļsculos) produziram uma s√©rie de dados sobre o engajamento muscular das v√°rias cabe√ßas do delt√≥ide dependendo do uso da barra ou halteres ou na variante sentado / em p√©: a cabe√ßa lateral √© sempre aquele que mais se envolve e exerce mais for√ßa e poder, a cabe√ßa da frente √© melhor recrutada na variante de halteres, tanto sentado como em p√©, enquanto a cabe√ßa traseira, que exerce principalmente uma a√ß√£o estabilizadora, √© recrutada principalmente nas variantes em p√© com halteres e barra. Para sublinhar o que foi dito, a pot√™ncia m√°xima desenvolvida encontra-se na execu√ß√£o em p√© com a barra.

Variantes

Para esses exerc√≠cios cl√°ssicos vistos, o exerc√≠cio de push do Arnold √© frequentemente incorporado por personal trainers em academias, introduzido pelo grande Schwarzenegger, que envolve um movimento diagonal: voc√™ come√ßa sentado com os halteres na altura dos ombros e com o antebra√ßo supinado (palmas voltadas para o rosto) e em um √ļnico movimento voc√™ chega com o peso acima da cabe√ßa na posi√ß√£o do ombro, ent√£o praticamente girando o membro.


Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes

As for√ßas envolvidas e os m√ļsculos envolvidos s√£o sempre os mesmos, com o mesmo princ√≠pio de ativa√ß√£o dos elevadores de esc√°pulas visto acima.

Nos esportes de rendimento, onde ao inv√©s disso √© necess√°rio trazer o peso de um ponto A para um ponto preciso B, um movimento completo √© feito, explorando totalmente a ADM. Neste caso, o ombro cl√°ssico √© executado em muitas varia√ß√Ķes e incorporado em movimentos globais mais complexos.


# 1 Push press

√Č uma variante do ombro cl√°ssico, onde na fase positiva do movimento o impulso dos membros inferiores √© acompanhado pelo dos ombros. O ponto de partida √© sempre com a barra na clav√≠cula e o peso √© levantado alinhando os pulsos, ombros, p√©lvis e tornozelos (ou seja, sem deixar a barra sair do centro de gravidade).

Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes

√Č usado principalmente no desenvolvimento de energia e para melhorar o condicionamento geral. O exerc√≠cio faz parte do processo mais elaborado de limpar e pressionar ou propulsor, que envolve um agachamento e impulso explosivo para cima (posteriormente analisado em detalhes).

# 2 Limpe e pressione

Um movimento de levantamento de peso em que a primeira parte, que consiste em uma volta para o peito, traz a barra deste ponto sobre a cabeça, na posição travada, com apenas a intervenção dos membros superiores e sem empurrar dos inferiores.


Nas modalidades ol√≠mpicas, ele n√£o √© mais usado, mas sendo um movimento composto, ele realmente √© √≥timo para desenvolver for√ßa e poder envolvendo todo o corpo em um √ļnico exerc√≠cio.

# 3 Propulsor

Este também é um híbrido de 2 exercícios de desempenho: agachamento frontal e empurre a imprensa; por muitos é considerado uma espécie de extremização do push press, pois o impulso dado pela pelve e membros inferiores é predominante. Pode ser realizado com diferentes ferramentas (barra, halteres ou kettlebells); o ponto de partida é a posição clássica do push press, com os antebraços perpendiculares ao solo e os pés afastados na largura dos ombros.

Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes

A partir daqui, um agachamento √© executado para paralelamente ou um pouco al√©m (mantendo o t√≥rax para frente e preservando a curva lombar fisiol√≥gica) e com um √ļnico movimento, a ferramenta √© trazida sobre a cabe√ßa, acompanhando a proje√ß√£o das coxas (como quando se levanta de um agachamento frontal) at√© a dos bra√ßos. Retorne cuidadosamente o peso para as clav√≠culas e comece o exerc√≠cio novamente.


Em conclus√£o

O o cuidado na execu√ß√£o deve ser sempre m√°ximo j√° que levantar o peso acima da cabe√ßa envolve uma estabiliza√ß√£o cuidadosa das costas, especialmente na variante em p√© com halteres. As maiores tens√Ķes s√£o devidas √† extens√£o excessiva do arco lombar.

Observe que nas variantes a press√£o do ombro n√£o foi inserida atr√°s do pesco√ßo; pela minha experi√™ncia pessoal, o exerc√≠cio causa um grande e desnecess√°rio estresse √† c√°psula articular, um movimento quase n√£o natural dada a posi√ß√£o de extrema rota√ß√£o externa e extrema abdu√ß√£o, movendo o movimento para pequenos m√ļsculos com fun√ß√£o estabilizadora, como os do rotador manguito, submetido, neste caso, a cargas pesadas; tendo feito essa premissa, gostaria de exclu√≠-la de uma rotina de treinamento, preferindo as variantes frontal (barra) e lateral (com halteres).

Boa malhação!

Adicione um coment√°rio do Imprensa de ombro | Corrida, m√ļsculos envolvidos e variantes
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load