close
    search Buscar

    Estresse cumulativo, um inimigo insidioso

    Quem sou
    Louise Hay
    @louisehay
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Coment√°rios sobre o item:

    aviso de conte√ļdo

    O estresse cumulativo √© um dos inimigos modernos mais subestimados, mas aquele que pode nos causar mais danos. Geralmente cresce lentamente, escondido atr√°s das obriga√ß√Ķes di√°rias e da pressa, de modo que, quando percebemos sua presen√ßa, geralmente √© tarde demais, pois suas ramifica√ß√Ķes afetaram nossa sa√ļde e nos prejudicaram emocionalmente.

    Na verdade, um estudo realizado na Universidade de Yale revelou que a exposi√ß√£o cont√≠nua a situa√ß√Ķes estressantes pode causar altera√ß√Ķes no c√©rebro que, a longo prazo, acabam aumentando nossa vulnerabilidade ao estresse. Pesquisadores da Universidade da Calif√≥rnia tamb√©m descobriram que o estresse cumulativo aumenta nossa tend√™ncia √† impulsividade, o que nos leva a tomar decis√Ķes piores e ter mais problemas. Como resultado, estamos imersos em um c√≠rculo vicioso estressante, enquanto observamos com certo espanto e desamparo, enquanto a tens√£o psicol√≥gica e a ang√ļstia se acumulam em nossas vidas.



    O que é estresse cumulativo e como ele ocorre?

    O estresse é uma resposta natural da mente e do corpo a uma situação que percebemos como ameaçadora ou desafiadora e para a qual não temos os recursos necessários para lidar com ela. Existem diferentes tipos de estresse e nem todos são negativos. A eustress, por exemplo, pode nos dar uma dose extra de energia para lidar com uma situação nova e desafiadora, ajudando-nos a mobilizar todos os nossos recursos para reagir com rapidez e eficiência.

    No entanto, quando n√£o liberamos o estresse, mas ele √© mantido ao longo do tempo, √© um estresse cumulativo. Este tipo de estresse √© geralmente produzido pelo ac√ļmulo de pequenas situa√ß√Ķes que geram sofrimento emocional e tens√£o, como uma carga de trabalho pesada, conflitos familiares ou de relacionamento n√£o resolvidos, frustra√ß√Ķes pessoais que duram anos ou qualquer outra circunst√Ęncia que nos faz sentir impotentes ou limitados .



    O estresse cumulativo tamb√©m pode ser o resultado de situa√ß√Ķes geradoras de sofrimento espec√≠ficas ocorrendo relativamente pr√≥ximo no tempo, portanto, n√£o tivemos tempo suficiente para nos recuperar de seu impacto. √Č o caso da morte de entes queridos, da perda do emprego, do rompimento de uma rela√ß√£o ou do fracasso de um projeto profissional. Quando esses fatores se juntam com o tempo, √© normal que o estresse se acumule e nos desestabilize.

    √Č preciso dizer tamb√©m que as situa√ß√Ķes geradoras de estresse nem sempre t√™m uma impress√£o negativa. Por exemplo, ter um filho, morar com seu parceiro ou mudar-se para outra cidade s√£o mudan√ßas positivas que tamb√©m trazem alguma incerteza ou ansiedade, portanto, podem contribuir para o estresse cumulativo.

    Os principais sintomas do estresse cumulativo

    O que pode ser estressante e angustiante para uma pessoa pode n√£o ser para outra. Tudo depende da percep√ß√£o individual, do grau em que nos sentimos amea√ßados e do controle que temos sobre as circunst√Ęncias. Na verdade, o mais estressante para a maioria das pessoas √© a sensa√ß√£o de n√£o conseguir controlar a situa√ß√£o.

    Claro, quando nos deparamos com situa√ß√Ķes extremas, como um desastre natural ou a perda de um ente querido, √© f√°cil perceber que voc√™ est√° estressado e chateado. Em vez disso, o estresse cumulativo aumenta gradualmente, por isso nem sempre percebemos que estamos passando por um per√≠odo de exaust√£o f√≠sica e mental.

    O estresse sempre desencadeia uma s√©rie de respostas fisiol√≥gicas mediadas pelo sistema nervoso aut√īnomo que acabam afetando nossa estabilidade emocional ao desencadear sintomas f√≠sicos. Quando vivenciamos uma situa√ß√£o estressante ap√≥s a outra, nossa mente e corpo n√£o t√™m chance de se recuperar e s√£o for√ßados a trabalhar duro para enfrentar o pr√≥ximo desafio. Isso reduz nossos recursos de enfrentamento e aumenta o risco de somatiza√ß√£o.



    Portanto, o estresse pode se manifestar no corpo de diferentes maneiras. Pode causar n√°useas, tonturas, problemas gastrointestinais, tens√£o muscular, dores de cabe√ßa do tipo tensional, dist√ļrbios do sono ou problemas de pele e queda de cabelo. De facto, n√£o podemos esquecer que ‚Äúo aumento prolongado do cortisol, principal biomarcador do stress, est√° associado a uma degrada√ß√£o da sa√ļde f√≠sica e cognitiva‚ÄĚ, sublinham os investigadores da Universidade de Yale.

    Do ponto de vista psicológico, raiva patológica, mudanças repentinas de humor, irritabilidade, frustração e a sensação de estar continuamente oprimido são alguns dos sintomas mais óbvios de estresse.

    No entanto, o estresse cumulativo pode ser detectado precocemente prestando atenção a outros sinais mais sutis que normalmente ignoramos, como uma sensação de fadiga permanente, mesmo ao acordar. Sensação de apatia ou sensação de vazio são outros sinais de alerta de estresse cumulativo. Respostas exageradas ao menor contratempo, dificuldade de concentração, perda de motivação ou mesmo confusão mental são outros sinais de estresse em seus estágios iniciais.


    Como prevenir o estresse cumulativo?

    A boa not√≠cia √© que o estresse cumulativo √© evit√°vel e revers√≠vel. Para isso, devemos partir do autoconhecimento. Precisamos estar cientes de nossos recursos f√≠sicos e psicol√≥gicos, bem como de nossas limita√ß√Ķes. S√≥ ent√£o podemos implementar as estrat√©gias de enfrentamento mais adequadas com base nas circunst√Ęncias.

    Devemos também aprender a organizar nosso cotidiano para dar lugar ao descanso, ao desligamento e ao relaxamento, pois são esses momentos que nos permitem recarregar nossa bateria emocional e evitar que o estresse se acumule excessivamente.

    Claro, tamb√©m precisamos definir limites e aprender a dizer 'n√£o'. Devemos aprender a n√£o nos sobrecarregar com tarefas e obriga√ß√Ķes que n√£o nos correspondem ou que n√£o s√£o relevantes, pois acabar√£o por acrescentar uma tens√£o adicional que se somar√° ao stress di√°rio. Mas, acima de tudo, devemos aprender a dizer "chega" e levar o tempo que for necess√°rio. Temos que aprender a cuidar de n√≥s mesmos com seriedade.


    Adicione um coment√°rio a partir de Estresse cumulativo, um inimigo insidioso
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.