close
    search Buscar

    Como tratar a ansiedade causada por distorções cognitivas

    Quem sou
    Louise Hay
    @louisehay
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Comentários sobre o item:

    aviso de conteúdo

    Uma interessante pesquisa realizada por Edna Foa teve como objetivo perguntar às pessoas que sofriam de ansiedade social quais eram suas expectativas em relação aos diferentes eventos. Na prática, procuramos estabelecer por meio de respostas a perguntas quais foram as consequências de um evento negativo e qual a probabilidade de isso acontecer.

    Os resultados indicaram que as pessoas que sofrem de ansiedade social superestimaram a probabilidade de um evento negativo ocorrer. Basicamente, eles pensaram que este tipo de eventos e suas consequências eram mais prováveis, de modo que perceberam o que em Psicologia se conhece como "previsões negativas". O curioso é que essas pessoas se mostraram catastrofistas apenas em relação aos acontecimentos sociais.



    Uma das razões pelas quais as pessoas com ansiedade social exageram nas chances de esses eventos negativos ocorrerem é que elas ignoram informações reais que contradizem suas expectativas e cálculos. Como resultado, superar a ansiedade social é mais fácil do que lidar com a ansiedade generalizada.

    Três dicas para superar a ansiedade social

    A seguir, deixo algumas dicas que irão ajudá-lo a superar a ansiedade social trabalhando em distorções cognitivas, ou seja, sobre o que você acredita ser real, mas que não é:

    1. Pergunte aos outros

    Um dos principais problemas das pessoas que têm pensamentos catastróficos é que elas não comparam suas idéias com as opiniões dos outros, portanto, não podem ter uma perspectiva objetiva das coisas. Na dúvida, peça a opinião de familiares, amigos e conhecidos, compartilhe suas preocupações e pergunte a outros quais as possíveis consequências que eles enxergam em relação a uma situação específica.

    1. Examine suas experiências

    Freqüentemente, movidos pela emocionalidade do momento, somos incapazes de avaliar objetivamente uma situação. No entanto, se você parar para refletir sobre o passado, perceberá que muitos de seus medos são infundados e que as consequências de um problema são menores do que você imagina.



    1. Reconsidere a validade de suas crenças

    Em vez de pensar que o mundo (o seu) vai acabar se isso ou aquilo acontecer com você, pense se por acaso alguém já morreu em alguma ocasião em decorrência das consequências do que você considera uma tragédia.
    Você vai perceber que, além de alguns momentos negativos, as consequências não são tão graves, é você quem as amplia em sua mente.



    Adicione um comentário a partir de Como tratar a ansiedade causada por distorções cognitivas
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.