close
    search Buscar

    Como o tamanho de uma sala e uma mesa nos tornam mais ou menos comunicativos

    Quem sou
    Louise Hay
    @louisehay
    FONTES CONSULTADAS:

    wikipedia.org

    Coment√°rios sobre o item:

    aviso de conte√ļdo

    Eu havia me referido anteriormente como a arquitetura afeta nossa mente e agora gostaria de chamar sua aten√ß√£o para um estudo muito interessante que sugere que as pessoas se sentem mais √† vontade para falar sobre seus problemas pessoais em grandes salas equipadas com escrivaninhas. Grande, um detalhe que, sem d√ļvida, ser √ļtil para quem deve projetar m√≥veis para consult√≥rios de m√©dicos, psiquiatras e psic√≥logos.

    Desta vez, o experimento foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Twente, na Holanda. Para o experimento foram recrutadas 86 pessoas cuja tarefa era conversar com um pesquisador em diferentes salas mobiliadas da seguinte forma: uma pequena mesa (80 cm de dist√Ęncia entre
    paciente e pesquisador) ou grande (160 cm entre paciente e médico), localizada em sala pequena (apenas 16 metros quadrados) ou grande (19,8 metros quadrados).



    Os volunt√°rios responderam a perguntas pessoais que abordaram temas como uso de drogas, sexualidade e emo√ß√Ķes. Toda a entrevista foi cuidadosamente gravada para que os pesquisadores posteriormente pudessem analisar com tranquilidade n√£o s√≥ as respostas, mas tamb√©m as posi√ß√Ķes assumidas pelas pessoas nos diferentes ambientes.

    Assim, observou-se que os entrevistados ofereciam mais informa√ß√Ķes pessoais e adotavam posi√ß√Ķes indicando que se sentiam √† vontade na sala maior e quando havia uma mesa grande. Porque?

    Na realidade, os pesquisadores n√£o deram uma explica√ß√£o conclusiva para esse fen√īmeno, mas apenas apontaram que uma grande sala e uma grande mesa faziam os entrevistados se sentirem mais confort√°veis ‚Äč‚Äče eles tendiam a se abrir mais emocionalmente. Mas podemos arriscar algumas hip√≥teses.

    Por exemplo, uma pequena mesa, com apenas 80 cent√≠metros de largura, garantiria que o entrevistado estivesse diretamente dentro do que √© conhecido como dist√Ęncia pessoal, enquanto uma mesa com mais de 120 cent√≠metros permitiria a dist√Ęncia social., Aquela que normalmente mantemos com pessoas que n√£o usamos. sei. Seria, portanto, prov√°vel que, se um estranho for ‚Äúfor√ßado‚ÄĚ a estar t√£o perto de n√≥s, percebamos isso como uma invas√£o do nosso espa√ßo pessoal, nos sentimos desconfort√°veis ‚Äč‚Äče adotamos uma atitude defensiva.



    Além disso, também sabemos que uma grande mesa transmite uma sensação de poder e confiança e segurança, fatores que podem nos ajudar a ter uma comunicação mais completa e sincera, pois percebemos que o profissional que está diante de nós tem autoridade.

    Quanto ao tamanho da sala, sabe-se também que os grandes espaços promovem a flexibilidade mental, pois despertam uma sensação de liberdade. Por outro lado, espaços confinados encorajam comportamentos rígidos, estimulam o auto-isolamento e podem até gerar comportamentos violentos.


    Claro, isso não significa que você deva usar mesas enormes em espaços do tamanho de um campo de futebol, porque isso eliminaria completamente a sensação de intimidade. Como sempre, a chave está em uma solução equilibrada.


    Adicione um coment√°rio a partir de Como o tamanho de uma sala e uma mesa nos tornam mais ou menos comunicativos
    Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.