Como dar conforto a quem precisa

Como dar conforto a quem precisa

Como dar conforto a quem precisa

Última atualização: 14 de outubro de 2015

Quando uma pessoa est√° passando por um momento dif√≠cil, a √ļltima coisa que ela quer ouvir √© que ela tem que ignor√°-la, que isso n√£o importa, ou que existem coisas muito piores. O que ele precisa √© de compreens√£o, n√£o que seu sofrimento seja minimizado.

Menos palavras e mais a√ß√Ķes

Na vida, a maioria de n√≥s enfrenta uma grande perda, uma not√≠cia dolorosa, uma doen√ßa dif√≠cil de administrar ou uma situa√ß√£o bastante desconfort√°vel.  O que esperamos dos outros n√£o s√£o frases de circunst√Ęncia, mas atitudes que nos permitem compreender que temos a sua compreens√£o e apoio..



√Č errado menosprezar a situa√ß√£o, pensando em tirar um fardo de quem est√° sofrendo. Essa atitude tem um componente muito mais agressivo porque tenta eliminar ou diminuir os sentimentos completamente leg√≠timos da outra pessoa. O pior √© que quem se comporta assim geralmente visa se livrar da dor do outro para preservar sua pr√≥pria tranquilidade..

Na maioria dos casos, uma pessoa com dor quer apenas ser ouvida, sem julgamento e com a máxima atenção. O ato de ouvir é a melhor forma de consolar quem sofre. Saber que alguém está disposto a aceitar esse sofrimento sem questioná-lo alivia a dor.

Outras pessoas simplesmente não querem falar sobre o que está acontecendo com elas e apenas esperam que os outros respeitem seu silêncio. Nesses casos, evitar falar sobre o assunto que causa dor é uma forma de mostrar compreensão e oferecer apoio. Certamente não será interpretado como um gesto indolente, pelo contrário, muito pelo contrário.


Mostrar sensibilidade

N√£o h√° f√≥rmulas feitas para consolar uma pessoa que sofre. Cada um tem sua forma particular de lidar com a dor e n√£o manifesta o sofrimento da mesma forma diante de todas as circunst√Ęncias da vida.


A √ļnica condi√ß√£o para consolar verdadeiramente uma pessoa √© mostrar-se genuinamente disposta a faz√™-lo.

Consolar é basicamente oferecer companheirismo, carinho, respeito e apoio. O importante é demonstrar, por meio de gestos e atitudes, que você está ali para aquela pessoa que está sofrendo. Que sua dor não nos assuste e que estejamos dispostos a aceitá-la. Que nossa decisão não mude enquanto a tempestade continuar.


Nunca √© errado perguntar explicitamente se podemos ajudar de alguma forma. √Äs vezes h√° necessidades que n√£o s√£o t√£o √≥bvias ou talvez n√£o demos a devida import√Ęncia a a√ß√Ķes que poderiam ser decisivas para os envolvidos em uma situa√ß√£o dif√≠cil.

Al√©m disso, n√£o √© a mesma coisa consolar uma crian√ßa e consolar um adulto. No que diz respeito √†s crian√ßas, o ato de consolar tamb√©m pode ser bastante simples, ‚Äúbasta uma car√≠cia, √© uma a√ß√£o mais ao n√≠vel do corpo‚ÄĚ, como argumenta a psicoterapeuta Irmtraud Tarr; nesse ponto os c√©rebros sincronizam.


Finalmente, o mais importante, precisamos abrir nossos cora√ß√Ķes aos sentimentos e necessidades da pessoa que est√° sofrendo. √Č muito reconfortante saber que algu√©m est√° tentando o seu melhor para nos entender. Consolar √© uma arte e, como qualquer forma de arte, exige sensibilidade e empenho.

Adicione um coment√°rio do Como dar conforto a quem precisa
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load