Como a tecnologia muda a sexualidade?

Como a tecnologia muda a sexualidade?

A tecnologia est√° presente no trabalho, na alimenta√ß√£o e at√© na sexualidade. Sexting, aplicativos de namoro, conte√ļdo er√≥tico: talvez acreditemos estar mais pr√≥ximos quando, na verdade, estamos mais distantes um do outro.

Como a tecnologia muda a sexualidade?

Última atualização: 25 2022 agosto

A tecnologia e as novas formas de comunica√ß√£o est√£o entre os fatores que mais t√™m afetado a sociedade atual. Eles ganharam import√Ęncia gradual e inexoravelmente. A esta altura, pode-se dizer que n√£o h√° √°reas que tenham ficado indiferentes √† sua presen√ßa. A tecnologia est√° presente no trabalho, na alimenta√ß√£o e at√© na sexualidade.



Existem muitos tipos de tecnologias, mas talvez a mais difundida e perturbadora seja o telefone celular. Quanto ao sexo, parece n√£o ser mais necess√°rio conhecer-se pessoalmente. Nem mesmo estando fisicamente um com o outro.

Vamos descobrir como a tecnologia mudou a sexualidade.

Como a tecnologia mudou a sexualidade?

Primeiro, a tecnologia disponibilizou uma imensa quantidade de conte√ļdo er√≥tico para todos. Informa√ß√£o, mas tamb√©m espa√ßos virtuais de compara√ß√£o. Filmes, mais ou menos expl√≠citos, com uma enorme carga sexual e sem nenhum tipo de censura. Conte√ļdo que podemos consumir quando e como quisermos.

A aus√™ncia de censura ajudou a acabar com muitos tabus, mas gerou preconceito. S√≥ para dar um exemplo, as cenas de filmes adultos t√™m pouco ou nada a ver com a realidade. Muitas vezes a mulher √© retratada como um objeto ou a ideia de que sua recusa em ter rela√ß√Ķes sexuais √© falsa √© refor√ßada.

O fato de a Internet nos disponibilizar esse tipo de conte√ļdo n√£o √© ruim em si. No entanto, devemos estar cientes de que n√£o s√≥ os adultos podem acess√°-lo. Al√©m de aprender a diferenciar o que vemos na internet ou em um filme da realidade.


Sexting

Outra forma pela qual a tecnologia influenciou a sexualidade est√° na forma como nos relacionamos com os outros, sejam eles conhecidos ou estranhos. Enviar fotos ou v√≠deos com conte√ļdo sexual mais ou menos expl√≠cito foi uma verdadeira revolu√ß√£o.

Sexting, em muitas ocasi√Ķes, √© aquela fa√≠sca que muitos casais precisam para aumentar o desejo. Portanto, pode ser uma ferramenta √ļtil. No entanto, devemos estar cientes de que o conte√ļdo enviado pode ser mostrado ou compartilhado com outras pessoas.

Os aplicativos de namoro

Aplicativos projetados para flertar reduziram bastante a tens√£o de iniciar um relacionamento e abriram um mundo de possibilidades. Estas aplica√ß√Ķes permitem-nos conhecer milhares de pessoas e decidir se o que nos oferecem se adequa ao que procuramos. √Č como se o bar que frequentamos tivesse crescido, sabendo ainda que quem entra procura um relacionamento.

Graças a este tipo de tecnologia é muito mais fácil encontrar uma pessoa semelhante a nós. Há uma ampla escolha e, em alguns casos, podemos nos dar ao luxo de ser seletivos. Além disso, tudo isso acontece muito rapidamente, respondendo à necessidade de quem não tem tempo de encontrar um parceiro devido aos compromissos diários.

A desvantagem é que os perfis nesses aplicativos nem sempre são verdadeiros. Além disso, como a oferta é tão ampla, os relacionamentos tendem a se romper mais facilmente, nunca se conhecendo de verdade. Em suma, muitas pessoas entram e saem de nossas vidas, muitas vezes sem deixar rastro.

Tecnologia e sexualidade: os laços afetivos mudaram

Os laços emocionais mudaram. Através dos aplicativos conhecemos pessoas com quem decidimos interagir se gostamos de fotos. Através do chat nos comunicamos e iniciamos o namoro.

Muitos consideram isso uma vantagem, principalmente quando a timidez ou o medo representam um obst√°culo muito s√©rio √† socializa√ß√£o. No entanto, o pre√ßo a pagar pela tecnologia √© que √© muito mais dif√≠cil realmente conhecer um ao outro. Al√©m disso, esquivar-se daquelas situa√ß√Ķes em que temos que praticar nossas habilidades sociais nos impede de desenvolv√™-las.


‚Äú‚Ķ O caso do Tinder e outros aplicativos ou plataformas similares √© emblem√°tico: eles tentam preencher o vazio produzido pela solid√£o de uma sociedade conectada apenas pela rede digital. Uma sociedade que desgastou a comunidade e prefere o individualismo e o distanciamento dos outros‚ÄĚ.

Hoje há mais desconfiança entre casais

Uma consequência no modo de viver a sexualidade é que hoje há mais desconfiança entre os casais. Mesmo em um simples gesto como aceitar um novo amigo no facebook. Como podemos ver, a tecnologia na sexualidade também teve um impacto negativo. No entanto, Espinoza Rojas destaca o seguinte:


‚ÄúA sexualidade vivida hoje √© diferente e mudar√° √† medida que n√≥s, como sociedade, mudarmos. No entanto, precisamos estar cientes de como a tecnologia afeta a sexualidade e como nos relacionamos com os outros. Seria oportuno refletir sobre isso: talvez acreditemos estar mais pr√≥ximos quando, na realidade, estamos mais distantes um do outro‚ÄĚ.

Adicione um coment√°rio do Como a tecnologia muda a sexualidade?
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.

End of content

No more pages to load