5 diferenças entre ansiedade e estresse que todos precisam saber

Quem sou
Louise Hay
@louisehay
FONTES CONSULTADAS:

wikipedia.org

 

Muitas palavras do "dicionário de psicologia" passaram a fazer parte da cultura popular, por isso não é incomum ouvir "Estou estressado" ou "Estou ansioso". Freqüentemente, médicos e outros profissionais de saúde também usam os dois termos estresse e ansiedade indistintamente, mesmo que não sejam a mesma coisa.

O problema é que tanto o estresse quanto a ansiedade causam os mesmos sintomas, então nem sempre é fácil reconhecer as diferenças entre os dois. Na verdade, tanto a ansiedade quanto o estresse são respostas adaptativas ao ambiente. O problema surge quando esses estados são mantidos por longos períodos de tempo.



O que diferencia o estresse da ansiedade?


1. A causa do estresse é facilmente identificável, a da ansiedade não é
. Como regra geral, o estresse ocorre na presença de situações estressantes, como excesso de trabalho, rompimento de um relacionamento, conflito interpessoal ou doença. Por outro lado, a ansiedade é um estado mais comum, que persiste mesmo quando o estresse passa. Basicamente, sabemos de onde vem o estresse porque existem uma ou mais situações que nos preocupam, mas é mais difícil determinar o que nos causa ansiedade.

2. Na ansiedade predomina o medo, nas preocupações com o estresse. Outra diferença entre estresse e ansiedade está nos sentimentos e sensações que ambos os estados geram. Embora possam parecer idênticos à primeira vista, a verdade é que a ansiedade se comporta como uma bola de neve que desce e tende a se transformar em um medo generalizado, cuja expressão máxima são os ataques de pânico. Por outro lado, quando você sofre de estresse, as preocupações geralmente têm precedência, que geralmente giram em torno da situação que o desencadeou, bem como de um sentimento de nervosismo e frustração. Na ansiedade, essas preocupações são mais vagas e gerais.



3. A ansiedade é um excesso do futuro, enfatize um excesso do presente. Uma diferença entre estresse e ansiedade é sua projeção ao longo do tempo. Muitas vezes, a ansiedade é uma resposta à antecipação de situações, à ideia de que algo ruim pode acontecer, então é mais como um olhar aterrorizado para o futuro, o medo de algo que ainda não aconteceu. Na verdade, o medo da ansiedade é um dos principais fatores que o deixam ansioso. Ao contrário, muitas vezes o estresse é um excesso do presente, pois costuma ser acompanhado pela sensação de não podermos enfrentar as situações que vivemos, e é acionado quando acreditamos que não temos recursos para lidar com elas. certos eventos. Um exemplo muito simples para entender a diferença: a pessoa fica estressada quando chega atrasado a uma reunião importante e derrama uma xícara de café assim que sai de casa, pelo contrário, fica ansiosa quando pensa constantemente que a xícara de o café poderia cair sobre ele.

4. O estresse é frequentemente causado por fatores externos, a ansiedade se alimenta de fatores internos. Embora seja difícil distinguir entre fatores internos e externos, o estresse geralmente tende a ser o resultado de eventos que consideramos difíceis de controlar. A situação que os causa tende a sair do nosso controle. Ao contrário, a ansiedade se alimenta principalmente de fatores internos, pois envolve uma antecipação agonizante de eventos que ainda não aconteceram, é a expressão de pensamentos catastróficos antecipatórios. A diferença entre os fatores internos e externos é importante porque, se você souber exatamente o que o preocupa, poderá tomar as medidas necessárias para lidar com aquela situação, seja um evento externo ou um problema que você alimenta em sua mente.


5. O estresse desaparece com a situação estressante, a ansiedade permanece por muito tempo. Normalmente, quando a situação que nos preocupa é resolvida, o estresse desaparece ou pelo menos diminui. Por exemplo, quando finalmente terminamos e entregamos o projeto, nos livramos do fardo pesado. Mas o mesmo não acontece com a ansiedade, pois, por não ser causada por um único evento, às vezes é necessário recorrer à terapia psicológica para aprender a manejar esse estado e relaxar.


Quando você deve se preocupar?

É importante saber que eustress, como é chamado o estresse positivo, não é prejudicial. Ao contrário, nos dá a dose extra de energia necessária para enfrentar a tarefa que temos pela frente. A ansiedade também não é negativa, aquele estado de apreensão que ocorre principalmente quando nos sentimos vulneráveis ​​nos ajuda a preparar nosso corpo para a ação. É por isso que ambos os estados produzem aumento da produção de adrenalina, frequência cardíaca e fadiga muscular.


O problema começa quando esses estados, que devem ser temporários, se tornam crônicos. Nesse ponto, nosso corpo está sobrecarregado e os sistemas endócrino e nervoso começam a apresentar os primeiros sinais de saturação e podem até entrar em colapso.

Portanto, embora essas sejam respostas normais a certas situações, é importante limitá-las o mais rápido possível. Na verdade, em muitos casos, quando o estresse é mantido ao longo do tempo, pode se transformar em ansiedade, o que pode acabar causando ataques de pânico, que limitam enormemente a vida da pessoa.


Adicione um comentário do 5 diferenças entre ansiedade e estresse que todos precisam saber
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.